Sergipe pega o Rio de Janeiro nas semifinais do futsal no DF

0

O futsal sergipano voltou este ano, a repetir a campanha de 2003, quando chegou ä fase semifinal da competição, que reúne as principais escolas pÚblicas e particulares do Brasil, classificadas nas seletivas dos seus respectivos estados. O time do CCPA, comandado pelo professor Luizinho vai decidir uma vaga para a final do torneio de futsal nesta quinta-feira, enfrentando a seleção do Rio de Janeiro.  Caso consiga passar pelo Rio de Janeiro, o representante sergipano vai enfrentar o vencedor do jogo entre Pernambuco e São Paulo. Para chegar à semifinal, o CCPA venceu o Antoine Lavoisier,  do Piauí por 4×3.  

 

            Depois das vitórias do Colégio Boa Viagem (PE) sobre o Colégio Motiva (PB), por 5 a 2, e do Colégio Carlos Drummond de Andrade (SP) diante do Colégio Moderno (PA), por 4 a 1, foram definidas as semifinais do futsal dos XXVI Jogos Escolares Brasileiros, nesta quarta-feira, dia 1, em Brasília. Na primeira semifinal desta quinta-feira, dia 2, os pernambucanos enfrentarão os paulistas, às 8h30min, no ginásio do Cresspom.

 

            O outro jogo que apontará o segundo finalista envolve o Colégio Percepção (RJ), que superou nesta quarta-feira o Instituto Educacional Mater Dei (MA), por por 5 a 2, e o Colégio de Ciências Pura e Aplicada (SE), que derrotou o Instituto Antoine Lavoisier de Ensino (PE), por 4 a 3.

 

            São Paulo x Pará – São Paulo, atual vice-campeão, não teve dificuldades para passar pelo Pará nas quartas-de-final. Mais concentrados e calmos durante toda a partida, os jogadores do Colégio Carlos Drummond de Andrade, liderados pelo pivô Luan, autor de dois gols, fecharam o jogo com tranqüilidade. O placar de 4 a 1 ainda teve a contribuição de Natan e Victor, com um gol cada. Para os paraenses, Andrei marcou o gol de honra dando números finais à partida.

 

Pernambuco x Paraíba – Começar perdendo e virar a partida se tornou uma especialidade pernambucana. Depois de tomar dois gols logo no início da partida contra a Paraíba, o time do Colégio Boa Viagem reagiu, empatou, e no último segundo, fez 3 a 2. Na volta do intervalo, em vantagem, os pernambucanos arrumaram sua defesa e não tomaram mais gols. Com tranqüilidade fizeram mais dois e passaram a administrar o resultado.

 

“Achei que dariam mais trabalho depois que fizeram 2 a 0”, comentou Gustavo Henrique, artilheiro do jogo, com dois gols. Fã de Manoel Tobias e do francês Zidane, Gustavo teme a qualidade técnica do time de São Paulo. “Eles têm bons jogadores, principalmente o pivô Luan”, concluiu. Diego, Múcio e Rafael completaram o placar para Pernambuco.


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais