Série D: Sergipe e Salgueiro-PE empatam em 1 a 1 no Batistão

0
Cleber abre o placar: Sergipe 1 a 0 (fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)

O Sergipe ficou devendo mais uma vez ao jogar diante de sua torcida. Neste domingo, 26, pela quarta rodada da Série D, o alvirrubro saiu na frente, mas cedeu empate em 1 a 1 com o Salgueiro-PE no estádio Lourival Baptista. Cléber abriu o placar, mas João Paulo empatou em seguida.

Com o resultado, o Sergipe soma cinco pontos na terceira posição de sua chave – fora da zona de classificação. Na próxima rodada, no domingo, 2, o Colorado visitará o Fluminense-BA em Feira de Santana.

O jogo

Logo no primeiro minuto de jogo, um susto: lesionado na clavícula após trombada com o adversário, Acássio teve de ser levado ao hospital. Gaspar entrou no lugar do camisa 8, e com essa substituição inesperada, o Sergipe tentou apertar o Salgueiro. Mas as trocas de passe e triangulações só foram dar certo aos 21, quando Cleber pegou uma sobra na entrada da área e resolver arriscar dali mesmo. Rasteira, a bola voou como um torpedo no canto esquerdo da trave e balançou as redes: Sergipe 1 a 0.

João Paulo empata: 1 a 1

Aos 23, Pirambu quase ampliou para o alvirrubro após cobrança de escanteio, mas a bola saiu à direita. E foi quando estava com a moral alta que o Sergipe tomou o empate. Aos 28, em contra-ataque, João Paulo carregou a bola perseguido por Claudio Baiano, mas o zagueiro não o alcançou. Na sequência, o camisa 11 aproveitou a bola quicando para concluir com chute alto e acertar o ângulo: 1 a 1. Aos 42, Muller, do Salgueiro, acertou cotovelada em Pirambu e recebeu cartão vermelho direto: um jogador a menos para o adversário.

Na segunda etapa, a desvantagem numérica mudou completamente a postura do Salgueiro, que passou a jogar ainda mais atrás, com duas linhas de quatro muito próximas. A arrumação atraiu o Sergipe para o ataque, mas o campo de defesa altamente congestionado foi uma verdadeira dor de cabeça para o alvirrubro. Por três vezes, Weverton cruzou da esquerda em busca de alguém que ou chegava atrasado – como nos casos de Cleber, por duas vezes – ou adiantado – como no caso de Etinho ao 22. Aos 46, Gabriel cruzou da esquerda e Etinho até acertou o cabeceio, mas o goleiro César agarrou sem rebote. Mesmo com o Salgueiro cansado, o Sergipe não conseguiu converter sua insistência em gol – e nada mais alterou o placar até o apito final.

Sergipe apertou o Salgueiro por quase todo o segundo tempo

FICHA TÉCNICA
Sergipe 1 x 1 Salgueiro-PE
Gols: Cléber [21’ 1t], João Paulo [28’ 1t]

SERGIPE
Alexandre, Jorge, Pirambu, Claudio Baiano (Polinho), Ramalho (Weverton), Mateus, Gabriel Carioca, Acássio (Gaspar), Etinho, Kiko, Cleber

SALGUEIRO
César, Guilherme (Dadinha), Ranieri, Jamerson, Bruno Sena (Felipe), Kevyn, Renato, Mardley, Muler, Tarcísio, João Paulo (Alysson)

Cartões Amarelos: Pirambu, Ramalho, Kiko, César, João Paulo
Cartão Vermelho: Muller

Público total: 2.128
Renda: R$ 37.850,00

Por Igor Matheus

Comentários