Virna é campeã em Aracaju no circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia

0

Virna/Sandra Pires (RN/RJ) e Alison/Bernardo (ES/RJ) foram as duplas vencedoras da décima etapa do Circuito Banco do Brasil Vôlei de Praia, encerrada neste domingo, em Aracaju. Este também foi o último dos quatro torneios Challenger da temporada, que teve como campeões Marcelo Negrão/Xuxo (SP) e Camillinha/Bárbara Seixas (RJ).

Na decisão feminina, Virna e Sandra derrotaram Camillinha e Bárbara por 2 sets a 0, com parciais de 18/13 e 20/18. Este foi o segundo título de Virna nas areias – a dupla também foi campeã no Challenger de São Luis, em junho. No masculino, Alison e Bernardo superaram, de virada, Jan e Celso (PA/RO) por 2 a 1 (18/20, 18/11 e 15/13).

“É sempre bom ganhar no meu Nordeste”, ressaltou a potiguar Virna. “O vôlei de praia é um jogo de xadrez. O que mais me motiva é que sei que estou no caminho certo. Às vezes treino cinco, seis dias na semana, mesmo com o corpo cansado, e me esforço nos treinos repetitivos. Acho que ainda tenho que aprender a bloquear na praia, porque o ataque, eu sempre tive. Além disso, a Sandra jogou muito bem”, completou.

Bárbara e Camillinha conquistaram o título do Challenger 2007 após dois vices, em Aracaju e em Teresina, e uma terceira colocação, em São Luis.

“Na final, cometemos muitos erros de virada de bola, e de cantada das jogadas, enquanto a Sandra e a Virna jogaram muito bem. No segundo set a gente ainda tentou uma reação. O importante é aprender com as derrotas. A minha parceria com a Camillinha e muito recente e não esperávamos ganhar o título do Challenger”, afirmou Bárbara, que no no próximo dia 1º, embarcará para a cidade de Modena, na Itália, onde defenderá o título mundial Sub-21. A atleta formará dupla com Lili (ES). A segunda dupla feminina do Brasil é formada por Carolina Aragão (parceira de Bárbara em 2006) e Fabi.

Na decisão de terceiro lugar, Ângela e Vivian (DF/PA), que perderam a invencibilidade de 19 vitórias para Camillinha e Bárbara, nas semifinais, ganharam de Andréia Teixeira e Mirlena (SP/AM) por 2 a 0 (18/16 e 18/8).

O primeiro título de Bernardo

O carioca Bernardo conhecia a vitória nas quadras. Com a seleção brasileira infanto e também a juvenil, foi campeão sul-americano em 97 e em 98, respectivamente. O título obtido neste domingo é inédito nas areias. E não foi fácil.

“Nem consegui dormir direito durante a noite. Eu acordei várias vezes achando que o despertador não ia tocar. Fiquei pensando como seria o último ponto e como seria a comemoração. Também pensei na minha família, que é a base de tudo, e no quanto esta vitória seria importante para mim. Vencer é um sentimento único”, admitiu.

“Foi uma grande decisão contra uma dupla que veio do qualifying e fez uma final digna do Circuito Banco do Brasil. Fico feliz que este meu primeiro título tenha vindo com uma pessoa sensacional como o Alison, que me ajudou todos os momentos, assim como também tentei ajudá-lo”, ressaltou Bernardo.

Antes da final masculina, Alison sofreu. Mas foi na torcida pela namorada Bárbara que estava em quadra na decisão feminina. Eleito o atleta revelação do Circuito Banco do Brasil no ano passado, mostrou porque também foi considerado um dos três melhores bloqueios.

“No ano passado, eu jogava com o Harley, e batemos na trave em algumas etapas. Hoje, um pouco da experiência que tenho, devo a ele. Por isso, não errei o último ponto. Em outros momentos, talvez tivesse errado”, admitiu Alison.

A dupla, formada este ano, passou quase dois meses na Europa. Além de participar do country-cota de algumas etapas do Circuito Mundial, Alison e Bernardo conquistaram a etapa Challenger disputada no Chipre, em julho.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais