Abusos contra crianças e adolescentes em clubes

0

(Foto: Assessoria Parlamentar)

A Comissão do Esporte realizou na quarta-feira,9, audiência pública para debater os problemas existentes entre os atletas de clubes de futebol em suas categorias de base. O deputado Valadares Filho (PSB-SE) esteve presente e manifestou preocupação em relação ao tratamento que é dispensado às crianças e aos adolescentes em formação.

O parlamentar destacou alguns dos problemas. "Muitas vezes, crianças e adolescentes são retiradas do convívio familiar com a promessa de se tornar jogadores de sucesso, mas o que ocorre não é bem isso", frisou. A representante do Ministério do Trabalho, Elvira Cosendey, disse que a realidade em que vivem as crianças e adolescentes que sonham em se tornar craques de futebol é bastante preocupante. "O que era um sonho se transforma em pesadelo para muitas crianças", lamentou.

Outros problemas como condições precárias de abrigos, treinos sem orientação pedagógica, interrupção do ciclo escolar e inexistência de outras atividades de formação além dos treinos foram expostos na reunião. Elvira também destacou outro grave problema. "Infelizmente há registros de prostituição e abuso sexual desses jovens em treinamento".

Valadares Filho questionou sobre como o Ministério do Trabalho e Ministério do Esporte têm se organizado para identificar a precariedade da situação que envolve os jovens atletas. "Em que medida as denúncias de abuso sexual contra os adolescentes têm sido apuradas? E as autuações trabalhistas e dos conselhos tutelares têm sido suficientes para coibir os abusos?"

Em sua resposta, Elvira esclareceu que é feito um trabalho em rede, envolvendo equipes do Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, Ministérios Públicos Estaduais e dos Conselhos Tutelares visando coibir esses abusos. Ao final da audiência, os parlamentares aprovaram a criação de um grupo de trabalho, no âmbito da Comissão do Esporte, a fim de aprofundar o debate sobre o tema e propor alternativas para solucionar o problema.

Fonte: Assessoria parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais