Adriano quer recuperação de abrigos em pontos de ônibus

0

Adriano Taxista (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O vereador Adriano Taxista (PSDB) preocupado com a chegada do período chuvoso, ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na tarde desta quarta-feira, 24/4, para defender que a Prefeitura da Capital faça reparos em caráter emergencial nas estruturas dos pontos de ônibus para garantir um mínimo de conforto aos usuários do transporte coletivo. O tucano também anunciou que, em breve, estará apresentando um dossiê a respeito da realidade do transporte público da capital.

Ao fazer seu discurso, Adriano Taxista disse que “está chegando o período chuvoso e eu faço um apelo para que o presidente da Câmara Municipal e o líder do governo agendem uma audiência com o prefeito da capital e todos os vereadores para que a gente possa reivindicar melhorias nos pontos de ônibus de Aracaju e nos terminais de integração. Estamos falando de uma média de 300 mil pessoas que diariamente usam o serviço. Com as chuvas, os terminais e os pontos sem cobertura não têm estrutura para dar conforto e segurança aos usuários”, disse.

Em seguida, Adriano disse que as pessoas ficam sem o abrigo durante o verão e agora será ainda pior no inverno com as chuvas. “O trabalhador sai cedo de sua residência para trabalhar e fica exposto a sol e chuva. Se ainda fosse rápido, mas não. As pessoas aguardam até 40 minutos até o ônibus passar pelo local. Imagine esse tempo todo na chuva? As pessoas já usam um transporte velho e sucateado, em breve terão que pagar uma passagem de R$ 2,45 e ainda ficar na chuva. Falam em obras emergenciais, mas esta é uma obra importante. A pessoa tem que pagar caro para não ser bem atendido. Aí não é certo. Temos que dar dignidade aos usuários do transporte”, ressaltou.

Licitação

Adriano Taxista também defendeu a licitação do transporte coletivo. “Estou preparando um dossiê onde vou apresentar a realidade do transporte público de Aracaju. Vou mostrar que, pelo menos, 35% da frota é de ônibus com mais de 10 anos de uso. Lembro que quando prefeito de Aracaju, Marcelo Déda dizia que não fazia a licitação porque João Alves (DEM) era o governador. Ele se elegeu e reelegeu e não fez. E isso com Edvaldo Nogueira na Prefeitura”, concluiu.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais