Agentes prisionais e aprovados em concurso fazem ato no TCE

0
Manifestantes mobilizam condutores com panfletos (Foto: Portal Infonet)

Agentes prisionais e aprovados no Concurso Público para Guarda Prisional de Sergipe se manifestaram em frente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e cobraram uma posição favorável do órgão à convocação dos novos servidores junto ao Governo de Sergipe. O manifesto ocorreu na manhã desta terça-feira, 5, liderado por membros do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Sergipe (Sindipen).

De acordo com o presidente do Sindipen, Wesley Alves, o local escolhido para o manifesto é estratégico porque recorda um parecer dado pelo órgão em 2017, quando a conselheira Suzana Azevedo aprovou a utilização do serviço de terceirização no Presídio Antônio Nascimento Nogueira.

Presidente do Sindipen, Wesley Alves (ao meio), ao lado de diretores sindicais. (Foto: Portal Infonet)

“Este órgão é responsável por fiscalizar os contratos do estado e em 2017, por meio da conselheira Suzana, deu um parecer que praticamente autorizou o estado a terceirizar o presídio de Areia Branca com a alegação de que não havia efetivo e que não havia concurso em andamento”, relata o sindicalista Wesley Alves, que solicitou do TCE uma reunião para que haja uma nova posição que cobre a nomeação junto ao governo, “Hoje estamos aqui mostrando que o concurso está homologado e que nós precisamos que o tribunal tenha um parecer contrário, revogando a decisão e obrigando o estado a nomear”, complementa.

Além da cobrança pela convocação dos 100 aprovados no concurso, o Sindipen aponta que o sistema prisional de Sergipe sofre com um deficit de aproximadamente mil servidores. “Para se ter uma ideia, o presídio localizado em São Cristóvão possui capacidade para 800 internos e hoje tem três mil com pavilhões de 615 internos para apenas dois ou três agentes tomarem conta”, relata o presidente.

TCE

A assessoria de imprensa do TCE informou ao Portal Infonet que uma comissão dos manifestantes será recebida pela conselheira Suzana Azevedo para dialogar acerca da decisão, a qual à época foi utilizada como solução para o funcionamento do presídio, haja vista que não havia concurso público em andamento.

Governo de Sergipe

A Secretaria de Estado da Comunicação do Governo de Sergipe informou que o concurso já foi homologado e todo o material para o curso de formação está preparado. “Estamos em fase final para a entrega do novo semiaberto e, sem dúvidas, os candidatos serão paulatinamente chamados. Apenas aguardamos a ideal recuperação financeira do estado para que os concursados sejam chamados”, completou a secretaria em nota.

por Daniel Rezende

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais