Alese confirma audiência pública sobre torcidas organizadas

A Assembleia Legislativa votou e aprovou na manhã desta quarta-feira, 21, o requerimento para a realização da audiência pública com o objetivo de discutir as torcidas organizadas e a paz nos eventos esportivos em Sergipe. A intenção é realizar a discussão nos próximos 15 dias.

A autoria da proposta é do deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania). O parlamentar destacou a importância dessa audiência. “Vamos convidar as torcidas, os clubes, a Federação e todos envolvidos para contribuir com esse debate tão necessário neste momento”, afirmou.

A audiência pública será aberta à participação da sociedade civil, que poderá enviar sugestões e contribuições para o debate. A data e os detalhes sobre o evento serão divulgados nos próximos dias pela Assembleia Legislativa.

A expectativa é que se possa encontrar soluções que contribuam com o fim da violência nos eventos esportivos e evitar que algumas cenas de selvageria se repitam. No início deste mês, um torcedor perdeu a vida após uma briga generalizada antes do clássico entre Sergipe e Confiança.

“Não podemos deixar que esse tema fique esquecido. A violência nos estádios é uma questão séria que afeta não apenas o esporte, mas toda a sociedade. A discussão é fundamental para encontrar caminhos que promovam o respeito e a paz nos espaços destinados ao futebol”, ressaltou o deputado.

“Lógico que não podemos generalizar. Não é correto punir a todos os torcedores pelos atos de poucos que cometem crimes. Sabemos bem que os torcedores de verdade querem assistir a um jogo de futebol em paz, sem violência. Por isso que o diálogo entre todos os agentes públicos, como queremos promover aqui, é essencial. Para ouvirmos os dois lados. E, quem sabe, daqui se construam soluções que serão implementadas”, completou Georgeo.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais