Alese recebe projeto que ajusta carga horária dos condutores do Samu

0
Zezinho Sobral, líder do Governo, acredita que projeto deve ser pautado na próxima semana (Foto: Portal Infonet)

O projeto que ajusta a carga horária dos condutores de ambulância do Serviço de Atendimento Móvel (Samu) já está na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), e de acordo com o líder do Governo, Zezinho Sobral (Podemos) deve entrar na pauta de votação na próxima semana.

Esse projeto é fruto de acordo firmado entre os condutores de ambulância e o Governo do Estado. Em fevereiro os condutores se reuniram com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e ficou acertado que o Governo enviaria à Alese os Projetos de Lei que regularizem a carga horária dos condutores de ambulância e técnicos do Samu, e unifica os salários fixo e variável que, atualmente, aparecem separados no contracheque dos servidores.

Por enquanto, apenas um projeto referente aos salários e carga horária dos condutores de ambulância foi enviado pelo poder Executivo para apreciação dos deputados, mas Zezinho garante que o Governo está cumprindo os prazos ajustados com as categorias.

“Efetivamente esse projeto permite um acréscimo no número de horas que eram 24 horas e volta a ser 36 horas, e há uma adequação de valor/hora para que o Governo não tenha custo elevado em pagar hora extra. Aumenta a carga horária, e consequentemente paga o salário por hora. Há uma compensação sem haver necessidade de fazer novas contratações ou pagamento de hora extra. É bom para as categorias e para o Governo”, afirma.

O projeto que ajusta a carga horária e o salário dos técnicos de enfermagem do Samu, segundo Zezinho, deve seguir a mesma linha do projeto dos condutores de ambulâncias. “O outro (projeto) também tem uma questão de adaptação. Sabemos que está vindo consensuado, mas vamos ver se a redação reflete efetivamente o consenso das categorias com o Governo. Acredito que os projetos devem ser pautados na próxima semana”, conclui.

Por Karla Pinheiro

*Matéria alterada às 13h19 do dia 12/03 para correção de informação
Comentários