Ângela Melo e Linda Brasil constroem oposição de esquerda na CMA

0
Para as parlamentares, a Oposição de Esquerda é uma forma tanto de evidenciar para a população as diferenças ideológicas existentes. (Foto: Ascom/Vereadora Ângela Melo)

Compreendendo a importância da unidade programática da esquerda em todos os âmbitos, as vereadoras Professora Ângela Melo (PT) e Linda Brasil (PSOL) decidiram reunir esforços na atuação parlamentar e constituir uma Oposição de Esquerda na Câmara de Vereadores/as de Aracaju.

Com base no artigo 90 do Regimento da Câmara, que estabelece que “haverá também, se for o caso, Líder de Sublegendas, este com as mesmas prerrogativas dos demais”, Ângela e Linda protocolaram Ofício, na manhã desta terça-feira, 16, formalizando a criação da sublegenda Oposição de Esquerda e indicando a vereadora do PT como líder e a do PSOL como vice-líder.

Para as parlamentares, a Oposição de Esquerda é uma forma tanto de evidenciar para a população as diferenças ideológicas existentes entre o conjunto dos vereadores que fazem oposição ao prefeito Edvaldo Nogueira quanto de fortalecer os valores defendidos pelos partidos de esquerda.

Neste sentido, Ângela e Linda têm defendido, por exemplo, estabelecimento de lockdown em Aracaju, criação de Renda Básica Municipal, ampliação e agilidade da vacinação, Plano Diretor construído de forma participativa e sem prevalência de interesses empresariais.

“Já existe formalizada uma oposição na Câmara, mas que tem diferenças cruciais de projeto de sociedade com o que eu e Linda acreditamos e, por esse motivo, não a integramos.  A democracia se faz justamente a partir dessas divergências, isso não significa qualquer enfraquecimento da oposição. Ao contrário, Aracaju tem um perfil plural e diverso dentre os/as parlamentares que fazem oposição à gestão municipal e isso é extremamente saudável para o debate de ideias e propostas de cidade”, afirmou Professora Ângela Melo

“Vivemos um momento muito difícil no país, por isso, defendemos a unidade das esquerdas e das forças progressistas na atuação parlamentar e nas mobilizações por direitos e por vida com dignidade para a população. Construir uma oposição de esquerda forte na Câmara de Aracaju fortalece o projeto de cidade para as maiorias sociais, com garantia e ampliação de direitos, na luta por justiça social, respeito à diversidade, ao meio ambiente, combate ao racismo, ao machismo, a LGBTQIA+fobia e segurança para a população negra. O primeiro mês de sessão na Câmara já mostrou o quanto essa tarefa será difícil, mas eu e a vereadora Ângela fomos forjadas nas lutas das trabalhadoras e trabalhadores e essa é apenas mais uma batalha”, disse Linda Brasil.

A oficialização da Oposição de Esquerda é também uma forma dos ideais defendidos pelas vereadores terem mais espaço nas discussões legislativas, já que o artigo 88 do Regimento da Câmara diz que “é facultado aos líderes partidários, da oposição e do Prefeito, usar a palavra pelo máximo de cinco minutos, improrrogáveis e sem apartes, logo após a votação da Ordem do Dia e antes da explicação pessoal, para tratar de assunto urgente que interesse ao conhecimento dos membros deste Parlamento Municipal”.

Live do aniversário de Aracaju

Com o objetivo de lançamento público da Oposição de Esquerda na Câmara de Aracaju, Professora Ângela Melo e Linda Brasil realizarão uma Live na próxima quarta-feira, 17 de março, às 19h, com transmissão ao vivo pelo Instagram das parlamentares.

Agendada para a data em que Aracaju celebrará 166 anos, a Live será uma oportunidade da população acompanhar as propostas das duas vereadoras para o fortalecimento de um projeto de cidade que seja efetivamente popular e democrática para todas e todos.

Fonte: Assessoria parlamentar/Vereadora Ângela Melo

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais