Antônio Passos diz que Gualberto quer dividir a Assembléia

0

Antônio Passos: “Gualberto quer criar duas correntes na Assembléia”
O deputado estadual Antônio Passos (DEM) disse estar havendo uma divisão da Assembléia Legislativa, proposta pelo líder do Governo na Casa, deputado Francisco Gualberto (PT), ao defender a formação de uma comissão formada apenas por parlamentares governistas, para visitar comunidades desabrigadas pelas chuvas, na capital e no interior.

“Hoje eu assisti a algumas ações do líder do governo nesta Casa que eu não concordo. Ele (Gualberto) quer criar duas correntes aqui dentro, quando existem problemas causados pelas recentes chuvas que estão atingindo a todo Estado. E o nosso papel é apurar e reivindicar por mais qualidade de vida para os sergipanos”, entende Antônio Passos.

Ele disse ainda que “o povo elegeu 24 deputados estaduais e nos deu estes mandatos para representá-lo. Se estamos na oposição hoje é porque foi a vontade soberana do povo. Essa é uma posição radical e eu lamento a postura daqueles que querem dividir a Casa, afinal de contas, todos aqui somos iguais”, complementa o democrata.

PACs

Antônio Passos citou ainda o PAC I e o PAC II. “A primeira parte deste programa aplicou, segundo os relatórios, apenas 12% em obras e serviços no País ao longo destes três anos. Não entendo o porquê de se lançar o PAC II? O resultado foi uma reunião sonolenta, conforme denuncia a Revista Isto É, quando o presidente Lula e quase todo ministério “pegaram no sono” diante da apresentação da então ministra Dilma Rousseff (PT). Se o PAC I tivesse sido efetivo, em Sergipe, por exemplo, provavelmente as comunidades do Coqueiral, Santa Maria e outras não estariam com suas casas tomadas por águas das chuvas”.

“Eu estive acompanhando essas comunidades em 2009, com uma comissão suprapartidária aqui da AL, e vi que os bueiros chegaram, assim como as retroescavadeiras. Abriram valas, mas as máquinas foram recolhidas após o resultado da eleição para prefeito de Aracaju. Hoje enquanto alguns são deslocados para hotéis, outros ficam alojados em escolas públicas. Isso é discriminação!

Lamento que o PAC não tenha funcionado porque o importante é que a coletividade tenha as suas obras e serviços realizadas. Nós pagamos os tributos e queremos ações. Aqui cada bancada faz a sua parte. O nosso papel principal é elaborar as leis que vão normatizar a nossa sociedade, além de fiscalizar o Executivo, Legislativo e Judiciário com as despesas necessárias para a administração do setor público”, entende.

Com informações da Agência Alese

Comentários