Após ameaças, Rodrigo Valadares pede proteção policial a SSP

0
Rodrigo Valadares registrou B.O no dia 30 de agosto (Foto: Jadilson Simões /Alese)

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) registrou um Boletim de Ocorrência (BO) no dia 30 de agosto alegando está sendo ameaçado de morte. A informação foi confirmada pelo parlamentar que informa ainda que as ameaças ocorrem há vários meses, mas que nos últimos dias foram intensificadas.

“Há meses que estou sendo ameaçado. Pessoalmente, por telefone, por mensagens, mandando recado, mas ultimamente isso ficou mais intenso, então para resguardar a mim e a minha família eu registrei a ocorrência, e pedi proteção policial a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para continuar desempenhando minhas funções políticas”, explica.

Rodrigo conta ainda que pediu sigilo nas investigações, e por orientação da própria SSP/SE não dará detalhes sobre o conteúdo das ameaças e nem sobre a autoria. “Vamos resguardar algumas informações para não atrapalhar o andamento das investigações”, diz.

Rodrigo recentemente esteve no centro de muita discussão por conta da notícia de que deixaria o PDT e assumiria a presidência estadual do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. O irmão de Rodrigo, Fábio Valadares, assumiu a presidência do partido em Sergipe, e Rodrigo já demonstrou que assim que a janela partidária permitir, ele irá para o PSL e deverá concorrer nas eleições municipais para prefeito de Aracaju. A notícia não agradou aos integrantes do PSL local, e isso gerou muita indignação e ofensas.

SSP/SE

Após tornar público as ameaças na manhã desta terça, 10, em programa de rádio, a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe (SSP/SE) confirmou que o deputado se reuniu com o secretário há alguns dias, relatou as ameaças pedindo sigilo e logo depois foi feito o Boletim de Ocorrência. A investigação ficará a cargo da coordenadoria do interior.

Por Karla Pinheiro

Comentários