Armando Batalha vai entrar com recurso

0

Na manhã dessa quarta-feira, 25, o deputado estadual Armando Batalha (PSB) disse estar tranquilo quanto à decisão do juíz Manoel Costa Neto, que decidiu na última terça-feira, 24, condenar o parlamentar a perda de direitos políticos.

Costa Neto, juíz da comarca de São Cristóvão, condenou Batalha à perda dos direitos políticos por seis anos.

O deputado disse que a sentença é equivocada e os problemas apresentados sobre a administração pública já foram solucionados.

“A assessoria jurídica vai entrar com uma contestação para restaurar a sentença. Essa resolução ainda é em primeira instância. Não houve um desvio de dinheiro público e sim alguns equívocos sobre algumas falhas administrativas apontadas pelo Ministério Público. Os problemas que já foram solucionados”, disse Armando, salientando que o processo em nada irá atrapalhar os planos para as próximas eleições.

“Ninguém tem os direitos suspensos por um processo que ainda cabem recursos no Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal. Vamos recorrer e dá prosseguimento a nossa caminhada política”, afirma.

A sentença

Segundos informações do blog da jornalista Kátia Santana, Armando ficará proibido de contratar ou receber benefícios e incentivos do poder público devolvendo aos cofres públicos pouco mais de R$ 15,8 mil. As informações dão conta de a empresa Audiplac Planejamento Contabilidade e Consultoria devolverá pouco mais de R$ 38 mil em decorrência de irregularidades em contratos, um dos quais para a realização de concurso público no município.

Na denúncia, os representantes do MPE destacaram que Armando Batalha, na condição de prefeito, realizou o concurso público nº 001/97, que previa a existência de 30 vagas para o cargo professor I, e que, apesar da aprovação de 137 candidatos e a validade do concurso, nenhum dos aprovados foi convocado, embora o Mistério do Trabalho, durante fiscalização, tenha detectado a existência de 405 cargos comissionados e 180 prestadores de serviço.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais