Atheneu: Representantes do Sintese e da Seed não comparecem à audiência no MPE

0

Dr. Fausto Valois não sabe porque as partes envolvidas faltaram à audiência
A extinção do turno da noite no Colégio Atheneu Sergipense, está na pauta de discussões na Promotoria de Educação do Ministério Público do Estado desta sexta-feira, 19. Só que os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese) e da Secretaria de Estado da Educação (Seed), não compareceram à audiência visando encontrar uma solução para os professores que trabalham há muitos anos no estabelecimento de ensino, muitos deles prestes a se aposentar.

Com isso, o promotor Luis Fausto Valois deu um prazo de cinco dias para em seguida arquivar o procedimento. “Diante da ausência dos reclamantes não vejo como dar andamento ao procedimento. Vamos intimá-los para que num prazo de cinco dias, se manifestem e caso isso não ocorra, vamos arquivar sumariamente o processo”, explica o

Roberto Silva: “Não há mais nada a fazer”
promotor acrescentando que o MPE enviou o ofício 0260/2010 ao Sintese e à Seed comunicando a audiência para esta sexta-feira, a partir das 9h.

Luis Fausto disse ainda que o Sintese manifestou a preocupação com o fechamento do turno da noite no Atheneu Sergipense. “E informalmente, fui procurado por uma comissão de professores também preocupados com a situação, já que muitos estão perto da aposentadoria, mas como não apareceu ninguém para a audiência, presume-se que a situação já esteja solucionada”, entende o promotor.

Contraponto

O diretor de Comunicação do Sintese, Roberto Silva Santos, informou que o sindicato solicitou ao MPE uma intermediação junto à Seed, para que pudesse ser feita uma aula pública na DEA. “Só que no outro dia, o secretário José Fernandes fechou o turno da noite do Atheneu e já devolveu os professores. Já não há mais nada a fazer”, lamenta o diretor sindical.

por Aldaci de Souza

Comentários