BR-101: Zezinho pede informações do trecho Pedra Branca/Carmópolis

0
Em Sergipe, a BR 101 possui 206 quilômetros de extensão (Foto: Ascom/Zezinho Sobral)

O deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) retornou à superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Aracaju para buscar informações a respeito dos trechos que compreendem Laranjeiras (Pedra Branca) e Carmópolis, e a conclusão de Carmópolis até Propriá.

“O superintendente Alexandre Monteiro nos informou que, em relação ao trecho do km 52 ao km 0, de Carmópolis até Propriá, as obras estão em andamento e a previsão para concluir o viaduto de Propriá é no próximo mês de abril. O Dnit prevê também a conclusão da concretagem dos dois quilômetros até o povoado Pirunga para, até dezembro, ter liberação completa do trecho, que foi o compromisso assumido por Tarcísio Freitas, ministro da Infraestrutura”, explicou Zezinho Sobral, que preside a Comissão Temporária de Representação Externa da Assembleia Legislativa, que acompanha e fiscaliza a retomada das obras da BR 101 em Sergipe.

Do km 51.8 de Carmópolis até o km 77 de Pedra Branca, o Dnit está fazendo o distrato com a empresa que desistiu de executar a obra e convocando a segunda colocada na licitação para assumir as obras.

“São os percalços que acontecem, mas estamos acompanhando passo a passo, lembrando que toda a obra é dividida em vários contratos por trechos. As diligências estão sendo tomadas e, ainda esse ano, esse trecho será retomado, incluindo a cabeceira da ponte e o trevo de Pedra Branca que também precisam ser concluídos, iluminados e sinalizados para dar segurança a todos. O importante é que os outros trechos estão em andamento, a exemplo do viaduto de Siriri e todas as obras de arte”, pontuou Zezinho Sobral.

Em Sergipe, a BR 101 possui 206 quilômetros de extensão, sendo que a duplicação compreende 104 quilômetros. Já são mais de 42 quilômetros duplicados e em pista dupla concluídos. No início do mandato, em fevereiro de 2019, Zezinho Sobral apresentou um Requerimento que foi aprovado, criando a Comissão Temporária de Representação Externa da Assembleia Legislativa para fiscalizar e cobrar celeridade das obras que, até então, estavam paradas.

Com informações da Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais