Câmara de Propriá aprova suspensão do recesso parlamentar de julho

0
Vereadores de Propriá não terão recesso no meio do ano (foto: Ascom parlamentar)

Por unanimidade, a Câmara Municipal de Propriá aprovou o Requerimento nº 081/2020, que solicita a suspensão do recesso parlamentar previsto para o mês de julho deste ano. A proposta foi apresentada pelo presidente da Casa, Aelson dos Santos (PSD).

De acordo com o requerimento, o objetivo é garantir que o Poder Legislativo possa acompanhar em tempo real os trabalhos realizados durante a pandemia. Dessa forma, a Câmara de Propriá poderá dar celeridade a apreciação de proposituras voltadas para o enfrentamento à Covid-19. Com a suspensão do recesso, a Casa Legislativa não precisará convocar uma sessão extraordinária sempre que receber do Executivo ou dos parlamentares um projeto com esse foco.

Os vereadores Jairo do Bairro Matadouro (SD) e Heldes Guimarães (PSD) endossaram o requerimento que, segundo eles, é uma iniciativa relevante e trará benefícios para população propriaense, tendo em vista que a Câmara continuará atuando no fiscalização das ações de combate ao novo coronavírus no município.

Mudança nas Sessões

Para minimizar os riscos de contágio, a Câmara de Propriá está discutindo a possibilidade de reduzir as sessões plenárias. As deliberações da Casa ainda acontecem de forma presencial, por essa razão os vereadores estão avaliando diminuir a quantidade de encontros semanais, promovendo apenas uma sessão por semana, mas aumentando em uma hora a duração dela.

Vale ressaltar que as sessões têm acontecido somente com a presença dos parlamentares e um número reduzido de servidores na assistência, seguindo todas as recomendações de distanciamento social, além da disponibilização, por meio do Poder Legislativo, de máscaras, álcool gel 70% e do aferimento de temperatura, direcionado aos parlamentares e funcionários.

Fonte: Ascom

Comentários