Câmara realiza sessão sobre Reforma Protestante

0
(Foto: Andressa Barreto/Ascom)

Por requerimento do vereador Pastor Roberto Morais (SDD) ocorrerá, às 9h, da próxima sexta-feira, 31, uma sessão especial sobre a Reforma Protestante. Na ocasião, haverá uma exposição de fragmentos da bíblia manuscrita, uma preciosidade para os cristãos. Foi em 31 de outubro de 1517, diante da venda das indulgências e várias outras práticas católicas que iam de encontro à bíblia que Martinho Lutero afixou à porta da igreja de Wittenberg as suas 95 teses, a maneira usual de convidar-se uma comunidade acadêmica para debater algum assunto. A partir de então, ele defendeu a ideia de que os concílios e os papas podiam errar.

O objetivo da sessão é promover uma discussão sobre o movimento de caráter religioso que marcou a passagem do mundo medieval para o moderno. Entre um dos fatores de grande relevância que assinalaram esse período de transformações, é possível destacar o novo contexto econômico do período. No ambiente das cidades, os comerciantes burgueses eram malvistos pela Igreja. Segundo os clérigos, a prática da usura (empréstimo de dinheiro a juro) feria o sagrado controle que Deus tinha sobre o tempo.

Além dos comerciantes, a própria crise econômica feudal também instigou a população a questionar os dogmas impostos pela Igreja. Os clérigos estavam muito mais próximos das questões materiais envolvendo o poder político e a posse de terras, do que preocupados com as mazelas sofridas pela população camponesa. Um dos mais claros reflexos dessa situação pôde ser notado com o relaxamento dos costumes que incitava padres, bispos e cardeais a não cumprirem seus votos religiosos.

De acordo com o Pastor Roberto Morais, esses foram alguns dos fatores que fizeram com que, já no século XII aparecessem os primeiros movimentos que questionavam as crenças e práticas do catolicismo. "A sessão nos permitirá lembrar a coragem dos homens que defenderam a Palavra de Deus com a própria vida. Com isso, poderemos levantar um debate a cerca do atual comportamento cristão diante dos conceitos bíblicos", informou o vereador Roberto Morais.

Estudantes, acadêmicos, professores, historiadores, pastores e demais seguimentos da sociedade estão convidados para a sessão. "A visão de cada um enriquecerá ainda mais o debate sobre a Reforma Protestante", constatou o Pastor Roberto.

A Comissão dos 135 anos da Bíblia em Aracaju na ocasião da Sessão Solene em parceria com o Museu da Bíblia em Sergipe e Sociedade Bíblica do Brasil/SE, promoverão uma exposição da bíblia e documentário em DVD sobre o tema, no Plenário, bem como na sala de reuniões, para visitação logo após Sessão.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais