Carreata pró-Bolsonaro é realizada em Aracaju

0
(Foto: Portal Infonet)

Lideranças políticas, militantes e simpatizantes do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), se reuniram na tarde desta quinta-feira, 18, no bairro Santa Teresa, ao lado do Aeroporto de Aracaju, para uma carreata em prol de sua candidatura. Um dos destaques do encontro foi a presença do senador Magno Malta (PR-ES).

O encontro aconteceu ao lado do Aeroporto de Aracaju (Foto: Portal Infonet/)

Segundo o vice-presidente estadual do Partido Social Liberal (PSL), Júnior Aguinaldo, o evento foi organizado de última hora e contou a colaboração das igrejas evangélicas do estado. Ainda segundo ele, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) representa uma forte liderança tanto no cenário político quanto no campo religioso. “É uma força que vem de uma liderança nacional. Ele representa no Congresso não só uma liderança política, mas também uma grande liderança religiosa; e ambas vem mostrar sua força no estado de Sergipe”, ressalta. Nessa reta final da campanha eleitoral, o foco do partido será uma atuação presente no interior do estado. “Nós iremos percorrer os 75 municípios de Sergipe levando o nome de Jair Bolsonaro e a importância de elegermos ele”, conta.

Senador Magno Malta (no centro) (Foto: Portal Infonet)

Assim que chegou à carreata, o senador Magno Malto (PR-ES), falou com exclusividade ao Portal Infonet. “Não temos clima de “já ganhou”. Iremos firmes sem perder o foco até os últimos dias de campanha”, destaca. O senador ainda afirmou que a atual conjuntura política do Brasil se tornou ideologicamente enviesada e que a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) objetiva acabar com o “viés ideológico em todas as aéreas”. Ainda de acordo com o senador, essa carreata busca esclarecer para as pessoas que vivem em lugares simples da capital que os programas sociais, em um possível governo de Jair Bolsonaro, serão mantidos e ampliados. “Todo processo eleitoral que se avizinha à oposição prega um império de terror, principalmente, para as pessoas que tem pouco acesso a informação. Buscaremos levar uma orientação aos eleitores mais simples”, finaliza.

Por João Paulo Schneider e Verlane Estácio