Casamento adia a votação do Proredes nas Comissões

0
Deputado Augusto Bezerra presidiu a Comissão de Constituição de Justiça (Foto: Maria Odília/Alese)

O proredes [empréstimo no valor de R$ 240 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento] não foi votado na Comissão de Constituição e Justiça e nas demais como estava previsto para a manhã desta quinta-feira, 10.

Isso porque o relator do projeto do Programa de Fortalecimento das Redes de Inclusão Social e de Atenção à Saúde (Proredes), o deputado Zeca da Silva (PSC), não compareceu com o relatório. A informação é de que ele viajou para o Estado de Minas Gerais, aonde participará da cerimônia de casamento do filho de Venâncio Fonseca (PP).

Mesmo com a ausência do deputado estadual Venâncio Fonseca [presidente da Comissão de Constituição e Justiça], o proredes poderia ter sido colocado na pauta de votação na Sala das Comissões Temáticas, pois o vice-presidente, deputado Augusto Bezerra (DEM), assumiu a presidência. Só que, sem o relatório, os parlamentares não puderam votar. “Mas, na segunda-feira, 14, o Proredes entrará na pauta de votação”, destaca Augusto Bezerra.

Governo

Francisco Gualberto: "Quero ser justo" (Fotos: Portal Infonet)

O líder do Governo na Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Francisco Gualberto (PT), que já teve requerimento lido e aprovado para que o Poredes seja votado em caráter de urgência, informou que já sabia da viagem de Zeca da Silva e Venâncio Fonseca.

“Nossa expectativa era que hoje o Proredes fosse pautado e aprovado aqui nas Comissões, mas eu quero ser justo. Essa viagem de Zeca e Venâncio foi por questão pessoal. Trata-se do casamento do filho de Venâncio”, ressalta Francisco Gualberto.

Ao ser indagado sobre o prazo junto ao BID [até esta sexta-feira, 11] para que o Governo do Estado apresente o projeto, Gualberto respondeu: “O prazo é até amanhã e com isso, o Governo corre o risco de não conseguir o empréstimo e tem que correr para não ocorrer igual no Governo Déda com o Proinveste”.

Saneamento

Zé Franco falando sobre a aprovação do projeto para Saneamento Básico

Já outro projeto do Poder Executivo, o que solicita empréstimos da ordem de R$ 300 milhões para obras de Saneamento Básico em alguns municípios sergipanos a exemplo de Lagarto e Itabaiana, foi aprovado por unanimidade em todas as  Comissões Temáticas da Assembleia Legislativa. Desses R$ 300 milhões, R$ 172 são destinados a Fundo Perdido. "Tá aí o resultado, projeto aprovado por unanimidade, para depois não dizerem que os deputados não aprovam projetos do Governo", ressalta o deputado Zé Franco.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais