Corpo de Bombeiros responde denúncias do Pré-Caju

0
Coronel Nailson Melo Santos(Foto: Arquivo Portal Infonet)

O Comandante Geral do CBMSE, Nailson Melo Santos, enviou ao Portal Infonet na manhã desta segunda-feira, 01, nota de esclarecimento sobre a matéria de denúncia sobre a estrutura do Pré-Caju 2013. Segue texto na íntegra:

"Em resposta a ação caluniosa desencadeada por um parlamentar estadual (fato já rechaçado pelos seus pares) direcionada ao Comandante Geral do CBMSE, afirmando que a estrutura do pré-caju 2013 não estava aprovada, que a liberação teria sido uma ação determinada pelo comandante geral sobrepondo aos aspectos técnicos, que o Comandante Geral tem inclusive ingerência no trabalho da Defesa Civil Estadual por ser aquele órgão dirigido por um Oficial da Corporação, dentre outras asneiras por ele delineadas, este Comando vem a público esclarecer o seguinte:

1. O trabalho do Corpo de Bombeiros na área técnica é realizado sob dois aspectos: análises de projetos e vistorias técnicas, no que se refere à estrutura do pré-caju que é uma estrutura não permanente, formada por uma estrutura metálica montada, o CBMSE analisa os aspectos de segurança contra incêndio e pânico (extintores, saídas de emergência, sinalização e iluminação de emergência), cobrando ainda dos responsáveis as Anotações de Responsabilidade Técnica – ARTs registradas no CREA referentes à montagem e desmontagem da estrutura e do projeto elétrico.

2. As Coordenadorias de Defesas Civis do Estado e do Município são encarregadas das aprovações dos aspectos estruturais (montagem), haja vista atuarem com corpo de engenharia em seus quadros.

3. O trabalho do CBMSE no evento pré-caju não se encerra com a análise do projeto, a Corporação atua todos os dias do evento realizando vistorias, intervindo quando necessário em caso de risco de acidente, anotando as alterações que são produzidas pelos usuários dos camarotes para posterior relatório que é encaminhado ao Ministério Público para audiência e providências com todos envolvidos no processo (organizadores e segurança do evento).

4. No caso do pré-caju de 2013 tal relatório ainda não foi concluído, pois logo após o pré-caju ocorreu o desastre de Santa Maria-RS que determinou uma nova demanda a Instituição;

5. Toda documentação referente ao Pré-caju 2013 encontra-se no comando da corporação, todas as ARTs, atestados de regularidade da Defesa Civil Municipal e Estadual aprovando a estrutura;

6. Não foi notificado pelos integrantes do Corpo de Bombeiros de serviço no pré-caju 2013 a falta de extintores de incêndio, brigada de incêndio, iluminação, sinalização e saídas de emergências, requisitos estes que serviram recentemente de base para interdição de diversas boates e similares em todo o Estado, os quais funcionavam irregularmente com alvará das prefeituras para atuarem como bares ou restaurantes.

7. O Corpo de Bombeiros atuou todos os dias do evento com efetivo médio de 100 bombeiros militares e a única ocorrência registrada relacionada a incêndio ou pânico no pré-caju 2013 foi um curto circuito seguido de incêndio em um poste da rede elétrica não relacionada com a estrutura do evento, que foi prontamente solucionada.

8. A estrutura montada neste ano foi a mesma de todos os anos, com os mesmos dimensionamentos de escadas, corredores, capacidade de público (havendo dessa vez redução de público em 16%), dentre outros aspectos técnicos inerentes.

Diante do exposto lamentamos profundamente a denuncia irresponsável, midiática, desprovida de dados técnicos, baseada em relatos por ouvir dizer, lamentamos ainda a falta de respeito aos militares da Corporação que ora desempenham funções na Coordenadoria Estadual de Defesa Civil que não tem vinculação alguma com o Corpo de Bombeiros, lamentamos por fim que a mesma autoridade que realiza tal arbitrariedade é mesma que participou de um camarote no pré-caju 2013 o qual foi única alteração identificada durante a realização do evento, que fez juntar dez camarotes transformando-o num camarote coletivo, inutilizando 9 das dez portas de saídas, fatos que serão relatados no documento que será enviado ao Ministério Público Estadual visando coibir tal pratica em outros anos.

Aracaju/SE, 31 de março de 2013

Nailson Melo Santos – CEL BM
Comandante Geral do CBMSE"

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais