CPI da saúde: relatório pede responsabilização de gestores

0
CPI da saúde: relatório pede responsabilização de gestores (Foto: Heribaldo Martins/Ascom CMA)

Após diversas polêmicas na reta final, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da saúde chega a seus últimos estágios. O relatório já foi finalizado e será apreciado pelos vereadores que compõem a investigação nesta quarta-feira, 14.

Os membros da CPI são Seu Marcos (PHS), presidente; Isac Silveira (PCdoB), relator; Anderson de Tuca (PRTB), Cabo Amintas (PTB) e Jason Neto (PDT) são os secretários. Nesta etapa, o documento será analisado pelos parlamentares, que podem fazer alterações.

Isac Silveira, relator da CPI, questiona gestões dos filantrópicos (Foto: Portal Infonet)

A análise em plenário deve acontecer na próxima semana, mas o relatório será entregue a órgãos de fiscalização como o Ministério Público Estadual (MPE) e pessoas que estiveram à frente da administração dos hospitais filantrópicos serão responsabilizadas. “É a primeira coisa: responsabilizar quem deixou vários pacientes à míngua, sem realizar as cirurgias cardiovasculares e morreram. Creio que é possível fazer levantamento, sob ordem judicial, de quantas pessoas morreram por falta de cateterismo. A União não atrasa pagamento de tratamento cardiovascular. Então, como há recursos e mortes? Os culpados pela descontinuidade do setor oncológico no Hospital de Cirurgia, pelos leitos vazios no Hospital São José e pela superlotação no Hospital Santa Isabel precisam ser encontrados. Assim se estabelece ordem, e coloca no futuro o temor de ser pego por algo parecido. É preciso que se pegue como exemplo para as próximas administrações”, disse Isac Silveira. O vereador adiantou que o relatório aponta os problemas e pede as devidas apurações, mas não nomeia os gestores.

Seu Marcos considera que a CPI cumpriu o seu papel (Foto: Portal Infonet)

O presidente Seu Marcos (PHS) considerou que a condução da CPI foi positiva e que “o dever foi cumprido”. “Agradeço aos órgãos como Ministério Público, ao Deotap.  A CPI da saúde foi relevante, provocou investigações desses órgãos. Houve um trabalho em conjunto desde a instalação aqui na Casa. Foi tudo muito bem feito, as instituições tiveram atuação brilhante. O relatório será enviado a esses órgãos e ao Ministério Público Federal (MPF). Os demais parlamentares devem fazer acréscimos no documento”.

A data exata de divulgação do relatório final para a sociedade e imprensa, contendo possíveis alterações dos demais membros da CPI não foi definida, mas deve acontecer até a próxima terça-feira, 20, segundo os parlamentares.

Por Victor Siqueira

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais