D. Henrique Soares já é cidadão aracajuano

0

D. Henrique: “Sou aracajuano de coração” (Fotos: Portal Infonet)
O alagoano d. Henrique Soares da Costa é arcebispo de Aracaju há um ano e dois meses. Mas já é cidadão aracajuano. O título concebido pelos vereadores Emmanuel Nascimento (PT) e Moritos Matos (PDT), foi entregue na manhã desta sexta-feira, 6, no plenário da Câmara Municipal, durante solenidade prestigiada que contou com  a presença do governador Marcelo Déda, do prefeito Edvaldo Nogueira, deputado federal Iran Barbosa e representantes da Igreja.

“É uma felicidade receber esse título porque torna efetivo o que a gente já é de coração. É como se fosse um casamento que já era de fato e agora passa a ser no papel. Esse título torna oficial uma relação afetiva. Eu vim para Aracaju na fé que o Santo Padre [o papa] me mandou. Vou ser sergipano

Matos: “Não trata-se de um título só porque ele é o arcebispo de Aracaju”
com os sergipanos e aracajuano com os aracajuanos, amando esse povo que tão bem me acolheu”, destaca.

D. Henrique disse ainda que a homenagem feita pelos vereadores aumenta o seu compromisso para com a população. “Isso me compromete ainda mais a me colocar a serviço do povo, testemunhando a fé agora como cidadão honorário de Aracaju. Estou aqui há pouco tempo [d. Henrique é natural de Junqueiro/Alagoas] e os aracajuanos foram rápidos no gatilho, o que mostra a receptividade”, comemora o arcebispo.

Política

Indagado sobre a relação entre a Igreja e a política, o arcebispo não pensou duas vezes: “A política é uma atividade nobre.

Emmanuel, Marcelo Déda e Matos recebem d. Henrique
Existem bons e maus políticos, cabendo ao povo julgá-los. A minha relação com a política é tranqüila. A gente não pode ver no político um ladrão, um interesseiro ou um mercenário. Essa não é uma visão correta e eu não tenho nenhum problema com os políticos, até porque se é o povo que os elege, o meu dever é ter um relacionamento institucional. O meu dever como bispo é respeitar a vontade do povo”, entende.

Reconhecimento

Os responsáveis pela homenagem, vereadores Emmanuel Nascimento e Moritos Matos, não escondiam a alegria em receber na Câmara de Vereadores, o arcebispo de Aracaju. “Esse é o primeiro título que eu concedo e não é apenas um

Momento do Hino Nacional no Plenário da Câmara
título porque trata-se do arcebispo de Aracaju. É o reconhecimento da preocupação de d. Henrique com a educação, com a saúde, com a violência e com o crack que assola a nossa juventude. Essas preocupações o credenciam a receber o título”, acredita Moritos Matos.

“Quando d. Lessa chegou aqui eu também concedi o Título de Cidadão Aracajuano para lhe dar as boas vindas e agora estamos concedendo a d. Henrique. É uma forma de reconhecer o trabalho e proporcionar uma aproximação entre a Câmara e a Igreja. D. Henrique é um homem do povo e com a presença dele aqui, o Poder Legislativo fica mais fortalecido, mais compactuado”, entende o presidente da Câmara de Vereadores de Aracaju, Emmanuel Nascimento.

Por Aldaci de Souza

Comentários