Déda rebate críticas de Zé Carlos Machado

0

Governador em visita a Telha na semana passada (Foto: Márcio Dantas)
O governador Marcelo Déda afirmou que o Governo do Estado tomou uma série de medidas com relação às dificuldades enfrentadas na região dos perímetros irrigados na região do Baixo São Francisco, o que é contestado pelos produtores entrevistados em reportagem publicada pelo Portal Infonet há duas semanas. O governador também criticou o deputado federal José Carlos Machado.

Zé Carlos teria criticado a falta de empenho do petista em relação à liberação de recursos para a área. “Pressionamos deputados e parceiros a estarem em Salvador, no ano passado, no momento da aprovação de uma emenda que beneficiaria a Codevasf e acho lamentável que o coordenador da Comissão do Orçamento [Machado] faça uma crítica dessa”, contou.

Marcelo Déda insinuou que o deputado federal insistiu em usar uma das emendas de Sergipe para a construção de uma sede para a Polícia Federal, e não em benefício da Codevasf, e conseqüentemente da população do Baixo São Francisco. Com as chuvas de junho, uma barreira de terra que separa os perímetros irrigados do rio Jacaré cedeu e milhões de reais em produção de arroz e peixe foram perdidos.

A assistência prestada pelo governo

De acordo com Déda, o Estado prestou assistência imediata na área da crise, com máquinas e profissionais colocados na área para ajudar a recompor os diques. “Também entramos em contato com os três bancos públicos que têm parceria com os produtores da região, para tentar viabilizar uma renegociação de dívida ou tentar que os prazos sejam esticados”, contou.

Déda acusou a Codevasf de ter abandonado a área dos perímetros irrigados causando o sucateamento na mesma. “Nos últimos anos os investimentos vêm aumentando, mas o volume ainda não é suficiente para recuperar diques e tomar conta das comportas. A infra-estrutura ainda é insuficiente”, avalia.    

Situação será levada à Brasília

Três expedientes com dados e informações sobre os efeitos das enchentes na área também foram elaborados e serão entregues ao presidente Lula, ao ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira, e à ministra da Casa Civil, Dilma Roussef. “O conteúdo não diz respeito apenas à cidade de Telha, mas toda a região do Baixo São Francisco”, completa.

Por Glauco Vinícius

Comentários