Deputado pede explicações sobre prisão de sargento

0

Na manhã desta quarta-feira, 9, o deputado Gilmar Carvalho (PR) comentou o caso do sargento da PM, Ataíde Mendonça, preso há oito dias no Presídio Militar de Aracaju (Presmil) por ter se recusado a fazer o policiamento do presídio Leite Neto, localizado no município de Nossa Senhora da Gloria.

O deputado disse que diante da situação, o sargento chegou a passar mal na manhã dessa quarta-feira, 9, e foi encaminhado ao Hospital da Polícia Militar. Gilmar citou como exemplo o caso Giuseppe Amaral, ex-policial militar e acusado de assassinato, que quando estava preso no Presmil não foi colocado na tranca.

“Não quero acreditar que as mudanças não chegaram à polícia militar. O sargento é um homem de bem, não existe a necessidade de ter colocado ele em uma tranca”, afirma o deputado, salientando que o comando da polícia militar deve explicar a prisão do militar.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais