Deputados cobram da Alese criação da CPI da Pedofilia

0
Deputados cobraram leitura do requerimento da CPI da Pedofilia na Alese (Foto: Arquivo Infonet)

Há mais de um mês e 15 dias o deputado Samuel Carvalho (PPS) protocolou o pedido de instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa (Alese) para investigar e combater os casos de pedofilia no Estado. Na manhã desta terça-feira, vários parlamentares cobraram do presidente da Casa e da mesa diretora a leitura do requerimento.

O deputado Georgeo Passos (Rede), disse no grande expediente da sessão plenária desta terça-feira, 10, que só nesse final de semana foram registrados cinco casos de atendimentos a menores vítimas de abuso sexual na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, e cobrou do presidente a leitura do requerimento.

“Todos os dias temos notícias de casos de violência a menores, o problema existe, precisa ser combatido, e não é possível que a Alese continue omissa. Pedimos que o presidente faça leitura desse requerimento para que possamos fazer algo por essas crianças”, afirma.

O autor do requerimento disse que já foram colhidas 17 assinaturas, dos 24 deputados, número suficiente para que a CPI da pedofilia seja instaurada. “Mais três deputados me procuraram para assinar o requerimento, então teremos pelo menos 20 assinaturas, e esta Casa não tem como postegar isso. O requerimento que deve ser lido e a CPI instaurada o quanto antes. Esse é um problema que aflige todo o país, e precisamos fazer algo para minimizar isso. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), somente no primeiro semestre de 2019, foram mais 222 casos de estupro de vulnerável registrados em Sergipe”, declara Samuel Carvalho.

Os deputados Rodrigo Valadares (PTB), Kitty Lima (Rede), Iran Barbosa (PT), Garibalde Mendonça (MDB) e Zezinho Guimarães (MDB) também cobraram da mesa diretora a lida do requerimento e a instauração da CPI da Pedofilia.

Por Karla Pinheiro

Comentários