Destino de Vino pode ser definido pelo TRE nesta quinta-feira, 17

0

Etelvino Barreto
Será julgado na sessão do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) desta quinta-feira, 17, o mérito do recurso impetrado pelos advogados do prefeito cassado de Rosário do Catete, Etelvino Barreto (PMDB). Vino, que foi afastado do cargo em 12 de abril, é acusado de crime eleitoral e abuso de poder econômico e político nas eleições de outubro de 2008, quando foi apoiado pelo então prefeito Laércio Passos (PR).

Desde seu afastamento, que o peemedebista vem tentando retornar ao cargo através de liminar, mas todos os seis recursos impetrados, inclusive em Brasília, foram indeferidos. Caso o mérito seja também negado, o TRE deverá marcar uma nova eleição no município, que deve acontecer até o final de agosto.

O mérito começou a ser julgado na sessão da semana passada. O seu relator, o juiz Arthur Napoleão Teixeira Filho, defendeu seu voto pela manutenção do afastamento de Vino Barreto. Além da leitura, o magistrado veiculou gravações em áudio de um discurso do candidato a prefeito, de Alexsandro Araújo Cavalcante (PT), candidato a vice, e de Laércio Passos, quando prometeram, em palanque, dar casas à população, caso Vino fosse eleito.

Em um determinado momento, foi possível identificar, claramente, o candidato a vice dizendo para que as pessoas procurassem Edilênia, que estava com a relação daqueles que ganhariam os imóveis. Segundo Alex, se Vino fosse eleito prefeito, seu compromisso seria o de dar as casas.

O voto do relator foi acompanhado pelo procurador regional eleitoral, Ruy Nestor Bastos Mello, que defendeu a manutenção do afastamento do prefeito por crime eleitoral. Quando a vice-presidente do Tribunal, Suzana Maria, iniciou a votação do relatório, o juiz José Anselmo pediu vistas, suspendendo o julgamento que será retomado hoje. Desde abril que o município vem sendo administrado pelo presidente da Câmara, vereador Hélio dos Santos (PV).

Fonte: Empauta

Comentários