Desvio Sedurb: Delegada dará início às oitivas

0

Daniela Garcia: "Já recebi os HDs e os telefones celulares dos servidores" (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A delegada de Crimes Contra a Administração Pública, Daniela Garcia, vai começar ouvir a partir da próxima segunda-feira, 25, os acusados de desvio de dinheiro público na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedurb). O diretor de Transporte, Carlos Henrique Xavier de Santana foi afastado e lamenta não ter sido comunicado o porquê.

De acordo com a delegada, após o recebimento dos computadores e dos telefones celulares da Sedurb, vai dar início à fase das oitivas. “Eu já recebi esse material [HDs e telefones celulares] dos servidores denunciados, além da documentação e já estamos com oitivas marcadas para a próxima semana, a partir da segunda-feira”, destaca.

“Fui oficiada pela Controladoria Geral do Estado (CGE), que já tinha recebido as denúncias e agora vamos dar andamento ao caso. Não posso adiantar ainda nada para não atrapalhar as investigações”, complementa.

Afastado

Carlos Henrique: "Não sei nem do que se trata" (Foto: ASN)

Entre os servidores afastados, está o diretor de Transportes da Sedurb, Carlos Henrique Xavier de Santana, que garantiu à reportagem do Portal Infonet não saber quais os motivos pelos quais foi mandado para casa desde o último dia 04 de novembro.

“Eu sou servidor da secretaria há 18 anos e acho que deveriam ter pelo menos um pouco de respeito a um funcionário dedicado. Poderiam ter me dado uma licença, férias. Mas, me afastaram sem qualquer explicação. O que fiquei sabendo pela imprensa é que tem um servidor da Sedurb que possui uma linha de ônibus e estaria envolvido em irregularidades. Mas sinceramente não sei de nada mesmo, nem qual é a improbidade administrativa", garante.

Carlos Henrique Xavier de Santana disse estar passando por um momento muito difícil.

“Oficialmente sequer fui informado dos motivos para me afastarem do trabalho. Eu sou arrimo de família. Meu pai tem 73 anos e está muito triste com essa situação, meu casamento está em jogo. Sou advogado, tenho 18 anos de serviço com um histórico de vida. O afastamento pode ter sido um ato imaturo, impensado. Essa diretoria entrou com o governador Marcelo Déda e está segurando o barco. Não merece isso. Até porque se alguém fez alguma coisa foi com o aval da secretária Lúcia Falcon. Ninguém faz nada ali sem passar por ela”, enfatiza.

CGE

Adnelson Alves: "Estamos analisando a documentação" (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O titular da Controladoria Geral do Estado (CGE), Adnelson Alves informou ter recebido a denúncia e que está na fase de análise da documentação. "Assim como informou a Sedurb, a denúncia foi feita, os servidores foram afastados e nós estamos analisando as documentações junto com a Delegacia de Crimes Contra a Administração Pública, sempre respeitando o princípio do contraditório", enfatiza.

A denúncia teria partido de outros servidores da Sedurb. A secretária Lúcia Fálcon está licenciada com problemas de saúde e preferiu não dar entrevista sobre o assunto. O Portal Infonet continua a dispoisção da secretária pelo telefone 2106-8000 ou pelo e-mail: jornalismo@infonet.com.br

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais