Eleições: PSB não aguardará decisão de Jackson Barreto

0
Valadares não pretende aguardar o governador (Foto: Marcelle Cristine/Arquivo)

O PSB não pretende ficar aguardando as decisões do governador Jackson Barreto (PMDB) quanto aos entendimentos políticos para a construção da chapa majoritária que disputará a sucessão estadual em outubro deste ano e abre a possibilidade do senador Antonio Carlos Valadares encabeçar chapa majoritária rompendo com a aliança entre o PMDB e o PT que desemboca na disputa pela reeleição de Jackson Barreto.

O deputado federal Valadares Filho, presidente da Executiva Estadual, recebeu a missão para costurar entendimentos políticos com as variadas agremiações partidárias no Estado. O deputado federal já se encontrou com o vice-prefeito José Carlos Machado, presidente do PSDB no Estado, e, nesta quinta-feira, 12, estará reunido com o presidente do PPS, Nilson Lima, dando sequência à estratégia com a perspectiva de concluir os entendimentos partidários até o mês de abril.

O senador já recebeu sinal verde da Executiva Nacional do PSB para disputar o Governo do Estado nas próximas eleições. “Temos prazos. O que podemos fazer se a liderança [Jackson Barreto] não tem interesse de conversar conosco agora?”, questiona Valadares, justificando a mobilização do PSB. “Não se trata de rompimento, é uma decisão pela sobrevivência do partido”.

Sem paciência

O senador só pretende se posicionar após os encontros de Valadares Filho com outras lideranças partidárias, mas observa que a indecisão do governador quanto à construção da chapa majoritária poderá trazer consequências danosas ao PSB. “Se formos esperar [a posição de Jackson], o partido se acaba, a militância acaba aderindo a outras candidaturas e os candidatos a deputado começam a ficar desestimulados”, analisa Valadares.

O senador prefere não opinar sobre as especulações políticas que indicam entendimentos partidários entre o governador e o prefeito João Alves Filho. “Eles dizem que estão cuidando da administração, não posso desmenti-los. E eu vou cuidar do Senado e Valadares Filho, da Câmara”, brincou, entre risos.

Possibilidades

O senador vê possibilidade efetiva da candidatura ao Governo de Sergipe se concretizar e cita como exemplo o episódio ocorrido em São Paulo, onde o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, enquanto presidente da Executiva Nacional do PSB, convenceu o deputado federal Márcio França a encabeçar chapa majoritária pelo governo paulista. “Márcio França era vice na chapa de Alckmin [Geraldo, que disputará a reeleição em São Paulo] e agora vai ser o candidato do PSB ao Governo de São Paulo, saiu convencido pelo governador Eduardo Campos”, compara Valadares.

Na terça-feira, 11, o senador Valadares e o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) se encontraram em Brasília com o governador Eduardo Campos, que opinou pela candidatura de Valadares ao Governo de Sergipe como forma de fortalecer o palanque eleitoral do PSB, que tem Campos como candidato a presidente da república.

Valadares diz que só se manifestará depois dos relatórios que receberá do Filho quanto aos entendimentos políticos que já começaram a ser articulados no Estado e Edvaldo Nogueira observa que não está disposto a romper com a aliança com o governador Jackson Barreto, apesar de pleitear a vaga do Senado.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais