Em posse, Déda fala sobre sua saúde

0

Na manhã de quinta, 19, tomou posse como novo secretário adjunto de Estado da Comunicação o radialista Chiquinho Ferreira. A solenidade aconteceu no Palácio de Veraneio e contou com a presença de diversas personalidades políticas e sociais de Sergipe. O comunicador assume a vaga deixada por Maurício Pimentel, que assumiu a pasta do Esporte e Lazer.

Chiquinho destacou sua carreira no rádio e a vivência no cotidiano de repórter como fatores que pretende usar como aliados no relacionamento com a imprensa sergipana. “Conheço bem as necessidades dos repórteres e minha pretensão é fazer uma parceria com os veículos”, diz.

O governador Marcelo Déda acredita que a ida de Chiquinho para a Secom é uma forma de estreitar laços com as emissoras sergipanas de rádio, principalmente as do interior. “O rádio é um veículo de extrema representatividade no país, principalmente em regiões como Sergipe. Vamos privilegiar a profissionalização do rádio”, comenta.

Saúde do governador

Em seu discurso, o governador aproveitou para explicar seu estado de saúde, alvo de especulação na imprensa política durante a última semana. “Não fui internado no Incor [Instituto do Coração], não deixei de despachar em meu gabinete. Apenas tive um mal estar, tomei os remédios receitados pelo médico que me atendeu e farei os exames recomendados por minha cardiologista para ver se estou mesmo com labirintite”, conta.

Bem humorado, Déda aproveitou para fazer uma brincadeira sobre o assunto. “É coisa de qualquer coroa de 49 anos como eu. Podem até querer cassar meu mandato, mas cassar a minha vida ninguém vai conseguir”.

Por Glauco Vinícius e Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais