Empresários fazem apelo aos deputados

0

Plenário da Assembléia (Foto: Maria Odília)
Representantes do Fórum Empresarial de Sergipe entregaram aos deputados estaduais, documento mostrando a preocupação com a tentativa de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).  Na reivindicação, os empresários fazem um apelo: “que a solução para o financiamento da saúde no Brasil não passe pela recriação de mais um imposto”.

De acordo com o conteúdo do documento entregue aos parlamentares, “o assunto não foi aventado durante a campanha eleitoral por nenhum dos candidatos à Presidência da República e aos governos estaduais, muito menos pelos parlamentares. Todas as soluções apresentadas para o setor, durante os programas eleitorais, passavam longe da recriação dessa contribuição. Pelo contrário, havia um tom otimista de que tudo se resolveria com ajustes nos respectivos orçamentos”.

E ainda que mesmo com a extinção da CPMF em dezembro de 2007, cuja arrecadação girava em 1,4% do PIB, a receita do Governo Federal cresceu o equivalente a duas vezes a arrecadação do imposto. E que logo em seguida a extinção da CPMF, houve o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras – IOF e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido – CSLL.

Reforma Tributária

Os empresários acreditam que devem lutar para que se faça verdadeiramente uma reforma tributária, “esta sim uma ação que ao longo de muitos anos tem sido postergada. O trabalhador brasileiro destina cerca de cinco meses de sua renda apenas para o pagamento de impostos.

Não é justo que sacrifiquemos ainda mais esta parcela da população, porque no fim das contas, é ela quem paga os custos dos impostos que são embutidos em todos os produtos e serviços. Urge, não aumentar, mas desonerar os salários e os custos dos produtos, a exemplo do que já ocorre nos países verdadeiramente desenvolvidos”, destacam.

O documento destinado aos deputados é assinado por 30 entidades representadas no Fórum Empresarial.

Por Aldaci de Souza

Comentários