Fábio Henrique é eleito presidente da Famuse

0

Fábio Henrique: “Representatividade em Brasília” (Foto: Empauta)
Aconteceu nesta sexta-feira, 10, no Hotel Mercure, a terceira reunião com a finalidade de discutir a fundação da Federação das Associações de Municípios de Sergipe (Famuse). Por unanimidade, todos os 16 prefeitos presentes ao evento apoiaram a candidatura do prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, à presidência da entidade e o prefeito de Umbaúba, professor Anderson Farias, como vice.

Fábio Henrique foi o único prefeito entre os presentes a se lançar candidato à presidência da Federação das Associações de Municípios de Sergipe. “Me coloquei a disposição, porque quero contribuir para que os municípios tenham

Reunião aconteceu nesta sexta-feira, 10 (Fotos: Portal Infonet)
representatividade em Brasília. O primeiro passo já foi dado que foi criar uma federação legítima em Sergipe. Agora, vamos buscar o apoio dos demais prefeitos que não puderam comparecer”, ressalta.

“Montamos uma federação correta e de forma bastante democrática, onde todos os prefeitos foram avisados e participaram de todo o processo de criação. Agora, é só seguir em frente”, acrescentou o prefeito de Poço Verde e presidente da Associação dos Municípios da Região Centro Sul (Amurces), Antônio Dórea, o ‘Toinho de Dorinha’.

O presidente da Associação dos Municípios da Barra do Cotinguiba e Vale do Japaratuba, Gilson dos Anjos afirmou que

Tonho de Dorinha: “Montamos uma federação correta”
o encontro desta sexta-feira serviu para “realizar eleições de maneira democrática e legal. Foram feitas três reuniões, duas aqui em Aracaju e uma em Socorro, com edital de convocação e sem nenhum problema jurídico”.

Polêmica

No último dia 17 de maio de 2010, os presidentes das Associações dos Prefeitos da Região Centro-Sul de Sergipe, Antonio da Fonseca, o Tonho de Dorinha, e da Associação dos Prefeitos da Barra do Cotinguiba e do Vale do Japaratuba, Gilson dos Anjos, reuniram a imprensa para repudiar a atitude do prefeito de Santana do São Francisco, Ricardo Roriz, em fundar a Federação de Municípios Sergipanos sem que as duas entidades tomassem conhecimento.

Gilson dos Anjos: “Eleição democrática e legal”
À época, Gilson dos Anjos disse que “a filosofia de uma federação é a união das associações de todo o estado e não apenas de uma região. Há 37 anos, nunca existiu esse tipo de sabedoria”. Já Tonho de Dorinha afirmou que “Ricardo Roriz saiu convencendo alguns prefeitos a assinar um documento para a criação da Federação dos Municípios, alegando já ter nos comunicado. A coisa foi feita de forma “atabaloada””.

No dia 14 de julho, ocorreu uma reunião de prefeitos quando foi elaborado um documento apontando caminhos para a solução de um impasse com as associações municipais do Centro-Sul (Amurces) e do Vale do Cotinguiba (Ambarco). Os gestores deixaram clara a necessidade de manter no cargo de presidente o prefeito Ricardo Roriz, até 31 de Janeiro de 2011, data na qual seria realizada uma nova eleição geral para ocupação de todos os cargos previstos no Estatuto. Ainda deve acontecer uma audiência de conciliação.

Por Aldaci de Souza 

Comentários