Faltam três assinaturas para a instalação da CPI dos pardais

0

Nitinho e Jailton Santana lutam para instalar a CPI (Fotos: Portal Infonet)
Os vereadores Jailton Santana (PSC) e Josenito Vitales, o “Nitinho” (DEM), precisam de sete assinaturas para que possam dar entrada em um requerimento solicitando a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) visando investigar os contratos da Prefeitura de Aracaju com as empresas Splice e Elizeu Kopp, para a operacionalização da fiscalização eletrônica. Na manhã desta segunda-feira, 28, Jailton Santana entregou cópias do relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) falando sobre irregularidades nos contratos.

Para dar entrada na Comissão Parlamentar de Inquérito, serão necessárias sete assinaturas no pedido. Até agora, assinaram a solicitação, os vereadores Jailton Santana, Nitinho, Juvêncio

Valdir fica irritado com acusações de Nitinho
Oliveira (DEM) e Robson Viana (PT). Mas a expectativa é de que após a leitura do relatório do TCE, pelo menos mais três vereadores possam assinar o documento visando tirar todas as dúvidas em torno do escândalo nacional [denúncia de fraudes]que repercutiu negativamente em Aracaju, forçando o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) a cancelar os contratos com as duas empresas.

“Esta Casa tem que dar uma resposta à sociedade e isso pode acontecer por meio da abertura de uma CPI visando esclarecer todas as dúvidas em torno dos contratos e das várias denúncias feitas pelo Fantástico, de irregularidades dessas empresas. Estamos abrindo esta CPI com base no relatório

Mais tranquilo, Valdir Santos disse que não vê motivos para instalação de CPI
concluído pelo TCE, que deixa dúvidas quanto aos contratos e a Prefeitura de Aracaju só cancelou os contratos sob pressão da população, do TCE, da Câmara e da imprensa”, lemanta Nitinho.

“A análise feita pelos técnicos do Tribunal de Contas do Estado mostra que há indícios de irregularidades nos contratos com a Splice e a Eliseu Kopp. Com isso, nós resolvemos dar entrada em um pedido de instalação de CPI e estamos contando com a consciência dos demais vereadores para a importância de esclarecer todas as dúvidas”, destaca Jailton Santana.

Mal estar

Ao escutar o vereador Nitinho dizer que “uma parcela grande da população suspeita de que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), oferece benefícios a alguns vereadores em troca de elogios e da sua defesa pessoal no Legislativo Municipal”, o vereador Valdir Santos (PTdoB), reagiu:

“Eu não fui comprado pelo prefeito e não aceito esse tipo de acusações. Exijo respeito. Se querem pedir uma CPI, tem todo o direito, agora dizer que tem vereador comprado por não assinar, eu não vou permitir. Que eu saiba nenhum vereador se vendeu para chegar até aqui. Se Nitinho pensa que tem vereador comprado dentro da Câmara, que denuncie ao Ministério Público e ao Tribunal Regional do Trabalho. Se o prefeito já cancelou os contratos, não vejo necessidade de CPI”, enfatiza Valdir Santos.

Com o mal estar, o vereador Moritos Matos (PDT), que estava na presidência da Mesa Diretora, enquanto Emmanuel Nascimento fazia pronunciamento em defesa da administração municipal, suspendeu a sessão por alguns minutos.

Por Aldaci de Souza

Comentários