Francisco Gualberto rebate críticas

0

Deputado Francisco Gualberto (Foto: Portal Infonet)
O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Francisco Gualberto (PT), ocupou a tribuna na manhã de hoje (22) para explicar os critérios questionados pelo líder da bancada de oposição, deputado Venâncio Fonseca (PP), sobre a ajuda que o governo do Estado dará a alguns municípios sergipanos para o Carnaval 2011. Gualberto externou uma realidade de crise financeira do Estado e informou que alguns festejos tradicionais não serão ajudados porque não possuem certidões negativas.

Venâncio reclamou que municípios com festejos tradicionais como Neópolis, Barra dos Coqueiros e Itabaianinha não serão agraciados com a ajuda do Estado. “Todos nós sabemos que o governo do Estado tem cumprido um papel de fomentar essas festas que são tradicionais. Tem sido assim com o Carnaval e com os festejos juninos. Agora não é novidade para ninguém que o Estado enfrenta uma situação de crise financeira. Isso você nota pelo valor da ajuda que está sendo destinada para cada cidade, seja mais ou menos tradicional”.

Gualberto disse ainda que não tem sentido o governador ajudar mais ou menos um município. “Nós vimos o comportamento de Marcelo Deda nos quatro anos. Mas as pessoas não sabem que existe um problema legal. O Ministério Público e o Tribunal de Contas fiscalizam os repasses de dinheiro de origem estadual e o Ministério Público Federal fiscaliza a aplicação dos recursos que vêm do Ministério do Turismo. A realidade é que cidades como Itabaianinha e Barra dos Coqueiros não puderam receber recursos do Estado por falta de certidões. E liberar dinheiro sem certidão vai acarretar em condenação”.

Por fim, o líder do governo disse que “aí o deputado da oposição via tirar a veste de carnavalesco e vai vir aqui para acusar nosso governo de descuidado e que aplicou os recursos de uma forma indevida. Ele vai dizer que até brincou no Carnaval, mas vai reclamar da falta de responsabilidade do governo”, completou.

Fonte: Agência Alese

Comentários