Goiás tem segundo turno com Perillo e Rezende

0
Dupla disputa mais uma vez o cargo de governador (Foto: Divulgação)

Os candidatos Marconi Perillo (PSDB) e Iris Rezende (PMDB) disputarão o segundo turno das eleições em Goiás, no dia 26 de outubro. Com 100% dos votos apurados, Marconi Perillo tem 45,86% dos votos válidos e Iris Rezende 28,40%. Os votos brancos somam 4,68% e os nulos, 5,27%.

Esta será a terceira vez em que os dois candidatos se enfrentarão pela disputa pelo governo do estado. Candidato à reeleição pelo PSDB, Marconi Perillo tem 51 anos e nasceu no município goiano de Palmeiras de Goiás. Formado em Direito, começou sua carreira política ainda na década de 80 como presidente do PMDB Jovem de Goiás e depois como presidente nacional da Juventude do PMDB.

O primeiro mandato foi conquistado em 1990, quando foi eleito deputado estadual pelo PMDB. Quatro anos depois, em 1994, chegou à Câmara dos Deputados, dessa vez, eleito pelo extinto PP. Em 2006, chegou ao Senado com 75,82% dos votos válidos, alcançando uma votação histórica no estado.

O ex-governador de Goiás Iris Rezende (PMDB) tem 50 anos de vida pública.Começou sua carreira política como vereador e presidente da Câmara Municipal. Depois foi deputado estadual e prefeito de Goiânia. Cassado pela ditadura militar, Iris passou a atuar como advogado. Retornou à política no início da década de 1980, logo após a anistia política.

Em 1982, Iris Rezende foi eleito governador de Goiás. Deixou o governo do estado para ser ministro da Agricultura. Elegeu-se novamente governador em 1992, mas afastou-se do cargo antes do término do mandato para se candidatar ao Senado. Eleito senador, foi convidado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso para assumir o Ministério da Justiça, cargo que ocupou até 1998, quando concorreu novamente ao governo de Goiás.

Naquele ano perdeu a disputa para o atual governador Marconi Perillo. Em 2002, Iris Rezende disputou o Senado e perdeu a eleição. Em nova disputa eleitoral, em 2004, ganhou a prefeitura de Goiânia, sendo reeleito em 2008. Afastou se do cargo para concorrer ao governo do estado em 2010, quando novamente foi derrotado por Marconi Perillo.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais