Governador participa de missa e fala de dificuldades

0

Belivaldo e Jackson: otimismo com as finanças (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

O arcebispo de Aracaju, D. Palmeira Lessa, celebrou a missa de posse realizada na catedral metropolitana na manhã desta quarta-feira, 31, mas a posse efetiva do governador Jackson Barreto (PMDB) e do vice Belivaldo Chagas (PSB) acontecerá na quarta-feira, 1º de janeiro, no plenário da Assembleia Legislativa.

O arcebispo transmitiu mensagem de otimismo associando o louvor a Deus e aos santos católicos. O vice-governador eleito Belivaldo Chagas chegou primeiro à sede da catedral, acompanhado por correligionários. Logo depois, o governador Jackson Barreto desembarcou na praça Olímpio Campos com um grupo de assessores. Antes do início da missa solene de posse, o governador conversou com jornalistas, concedendo uma rápida entrevista, e cumprimentou os fiéis que já aguardavam a solenidade nos assentos da catedral.

Jackson Barreto voltou a falar das dificuldades financeiras que o Estado enfrenta, revelando que uma das metas do Governo será a dedicação ao trabalho com o objetivo de evitar o parcelamento dos salários dos servidores.

D. Lessa: louvor a Deus

Em duas ocasiões, neste fim de ano, o Governo utilizou esta alternativa para quitar a folha de pagamento. Segundo o próprio governador, oito mil servidores de um universo de 65 mil tiveram os salários parcelados.

“Devido à frustração das receitas de origem federal”, justificou o governador na rápida entrevista que concedeu aos jornalistas quando chegou à catedral metropolitana, acompanhado de assessores próximos. “Mas vamos trabalhar para que as coisas aconteçam bem, esse é o nosso objetivo. Pagamos os aposentados, o magistério, a saúde, o Ipes Saúde sem parcelamento e vamos continuar pagando de acordo com as condições porque o Estado está vivendo dificuldades, assim como em todo o país”, enalteceu.

Jackson falou também sobre a situação do Tribunal de Contas que continua aguardando a posse da deputada Angélica Guimarães (PSC), indicada pelo Poder Legislativo em abril deste ano para ocupar a vaga que surgiu com a aposentadoria do conselheiro Reinaldo Moura.

Jackson cumprimenta Eliane Aquino, viúva de Marcelo Déda

O governador garante que não atropelará a lei. "A obrigação constitucional do governador é seguir o rito da lei. O que estiver dentro da lei, o governador cumprirá fielmente", ressaltou Jackson Barreto, numa referência à posse da deputada, que optou por concluir o mandato eletivo na condição de presidente do Poder Legislativo Estadual.

A deputada Angélica Guimarães comandará, na condição de presidente da Assembleia Legislativa, a solenidade oficial que empossará o governador Jackson Barreto e o vice. A solenidade deve ser iniciada às 9h desta quarta-feira, primeiro dia do ano novo, no plenário da Assembleia.

O vice-governador eleito Belivaldo Chagas optou por declarar fidelidade ao governador. “Estamos juntos mais uma vez na expectativa de que os compromissos assumidos pelo governador sejam cumpridos para atender a população carente", considerou.

Apesar das dificuldades relatadas pelo Governo, o vice Belivaldo Chagas está otimista.

Jackson e José Carlos Teixeira: peemedebistas históricos

"Estamos passando por dificuldades, mas na certeza de que teremos um governo de avanços nos próximos quatro anos”, enalteceu Belivaldo Chagas.

Por Cássia Santana

Comentários