Governo quer empréstimo de R$250 mi para pagar folha dos aposentados

0
Governo quer empréstimo de R$250 mi para pagar folha dos aposentados (Foto: Portal Infonet)

Antes da cerimônia de posse na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), o governador Belivaldo Chagas (PSD) concedeu uma entrevista coletiva à imprensa. Nela, destacou as dificuldades orçamentárias do Governo do Estado para 2019 e comentou algumas das soluções que pensa para solucionar o problema neste primeiro momento.

Entre as medidas, está o pedido de empréstimo no valor de R$250 milhões para serem utilizados no pagamento da folha salarial dos aposentados. A proposta será analisada pelos deputados estaduais em sessão extraordinária no próximo dia 3, e a ideia é colocar o pagamento desta classe em dia, diante do rombo de R$1,2 bi da Previdência do Estado.

“Não gostaria, cheguei a dizer que não faria, mas diante dos números que nos deparamos agora, na última semana de dezembro, sinto-me na obrigação de assim proceder. Há a perspectiva de arrecadar algo em torno de R$380 milhões em royalties nos próximos quatro anos. Vamos antecipar R$250 milhões dando os royalties como garantia para que a gente coloque esse recurso à disposição da Previdência. Esses recursos serão para dar uma folga na folha. Se assim eu não fizer, corro o risco, já no mês de março, de ter os salários comprometidos, porque a receita não é suficiente e o tempo é curto”.

Outra providência estudada pelo governador é a venda de ações do Banco do Estado de Sergipe (Banese) e da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). “Normalmente acontece de haver uma queda brusca de arrecadação nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro, e preciso me preparar para chegar no segundo semestre. A gente vai tocando o barco e trabalhando com essa possibilidade de colocar ações no mercado de capital. Não estou falando em privatizações, mas vamos buscar imóveis do Estado, trabalhando a possibilidade de colocar à venda as terras pertences ao platô de Neópolis, em que o Estado acabou não desenvolvendo o projeto que se pensou no passado. Há empresários utilizando, mas não têm o retorno social esperado. Assim eles podem investir ali e automaticamente gerar emprego e renda”, comentou Belivaldo.

Secretariado

Após a reforma administrativa, que foi aprovada pelos deputados, resta ao governador anunciar alguns nomes para as secretarias do novo mandato. Sobre as escolhas, Belivaldo disse que as fará com calma. “A questão dos secretários fomos fazendo aos poucos e assim continuaremos. Tivemos algumas em que houve fusão, e tenho que ter calma e tranquilidade, porque quando se faz uma união entre Semarh e Seinfra, por exemplo, que virou Sedurbs, temos a questão relacionada aos dois CNPJs e saber qual vou utilizar. Vou ter muita paciência para saber quem vai ficar. O que importa é que quem está trabalhando dá conta do recado e a nomeação final dos demais secretários vai acontecer a partir da finalização das conversas que teremos com alguns segmentos do nosso campo político”.

Governo Federal

Aconteceu neste dia 1º a posse do novo presidente da República, Jair Bolsonaro. O governador Belivaldo Chagas, também empossado hoje, garantiu que buscará o diálogo permanente com o Governo Federal. “Enquanto sergipanos, não daremos as costas ao presidente da República em hipótese alguma. A expectativa é que trabalhemos todos unidos, até porque precisamos do Governo Federal para fazer essa travessia. Na primeira oportunidade que tiver, o primeiro pedido vai ser a manutenção da Fafen, para que a gente mantenha os empregos e o crescimento de Sergipe. A Fafen é importante para Sergipe e estratégica para o Brasil”.

Por Victor Siqueira

Comentários