Gualberto agradece votos da população

0

Francisco Gualberto (Foto: Arquivo Infonet)
Na sessão plenária desta quarta-feira, 6, o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para agradecer à população de Sergipe pela reeleição obtida no pleito do último domingo. Líder do governo na Casa, Gualberto fez questão de exaltar o empenho da sua militância durante a campanha eleitoral e criticou o abuso do poder econômico no processo.

“Pelo o que assistimos este ano, não tem como a gente prosseguir. É preciso fazer urgentemente uma reforma política no Brasil. A própria população está deseducada, do ponto de vista da eleição, a ponto de ferir a democracia brasileira”, disse o petista. “Nós que lutamos contra a ditadura militar, não podemos agora ser vítimas do poderio econômico no processo eleitoral”, queixou-se Gualberto.

Ao fazer os seus agradecimentos, o deputado lembrou que fez uma campanha humilde, sem qualquer reforço do poder econômico. “Pelo contrário. Contamos principalmente com a força da militância. Apenas dois prefeitos do PT – Manoel de Rosinha, de Porto da Folha, e Anderson Farias, de Umbaúba – me ajudaram concretamente nesta eleição com bastante seriedade e humildade”, afirmou.

Os agradecimentos também foram para alguns vereadores do interior e da capital que ajudaram na campanha, entre eles Olivier Chagas, de Itabaiana; Monalisa da Graça, de São Miguel do Aleixo; e Emerson Ferreira, de Aracaju. “Agradeço a toda população que atendeu ao apelo desses militantes. Foi uma demonstração de crédito na nossa forma de atuação”, disse Gualberto, reeleito para a Assembleia com 22.220 votos.

No mesmo pronunciamento, o deputado lembrou que ainda não é hora de descanso, mesmo após o período eleitoral em Sergipe. Para ele, toda a militância agora deve voltar às ruas para garantir a vitória da candidata Dilma Roussef à presidência da República no próximo dia 31 de outubro, segundo turno da eleição. “Se o governador reeleito Marcelo Déda não tiver parceiros em Brasília, terá dificuldades para administrar nosso Estado. O povo de Sergipe precisa compreender isso”, alertou Gualberto.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários