Gustinho diz ser atuante dentro das limitações impostas

0

Gustinho Ribeiro: "Uso da tribuna e apartes só quando se é necessário" (Foto: Portal Infonet)

O deputado Gustinho Ribeiro (PSD) vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, se disse surpreso com a matéria veiculada na manhã de hoje, pelo Portal Infonet dando conta de que o parlamentar tem uma atuação alheia aos interesses da população.

“Sou um deputado que estou no meu primeiro mandato e a maior prova da minha atuação e interferência no Parlamento é a posição que ocupo como vice-líder do governo na Casa” disse o deputado.

Gustinho lembra que por varias vezes fez uso da tribuna tanto em pronunciamento como em apartes defendendo os interesses da população, citando como exemplo os projetos que foram apresentados e que estão em fase de elaboração, assim como as indicações que foram apresentadas e que estão também em fase de elaboração.

Entre os Projetos de Lei, constam o que autoriza o Poder Executivo Estadual a instituir, o Programa “Saúde em sua Casa” no Estado de Sergipe; o que institui, no âmbito do Estado de Sergipe, o “Programa Meu Primeiro Emprego”, como politica publica permanente de promoção do acesso ao mercado de trabalho; e os que serão dados entrada no reinicio dos trabalhos a exemplo do que Cria o Programa de Modernização Tecnológica das Escolas Estaduais; o que institui a Politica Estadual de Geração Distribuição com Energia Renováveis; o que institui o Programa Hospitalar Domiciliar de Atendimento e Internação Domiciliar no Estado de Sergipe, além de outros.

Indicação para reforma da quadra esportiva do Colégio Estadual Silvio Romero, em Lagarto; a implantação do Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) em Lagarto; a indicação para reforma e ampliação do Presidio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza, em Tobias Barreto; a indicação para as obras do “Balneário Bica”, em Lagarto que já foram retomadas; a implantação do sistema de água do povoado Criolo, que vai beneficiar mais de 300 famílias, além de outras ações.

Lembra o deputado que todos os Parlamentos sofrem com as amarras impostas pela Constituição Federal e estaduais, que acabam limitando a atuação parlamentar que não podem apresentar projetos que gerem despesas ou criem receitas, ou que muitas vezes tem ações realizadas pelo governo federal e que não podem ser complementadas, como tem sido o caso de muitos projetos apresentados pelos deputados eaqui na Casa e que tem sido considerados inconstitucionais.

– Isso tem sido uma luta permanente de todos os deputados que sentem a falta de espaço para suas atuações e que acabam sendo limitadas, e essa questão tem sido discutida em encontros com parlamentares de outros estados, a exemplo de reuniões da Unale (União Nacional das Assembleias Estaduais” -, disse.

“O uso da tribuna e aparte se faz quando se é necessário”, diz o deputado, rebatendo também o fato do uso de smartphone, tablete (sic), iphone, ipad, ou qualquer outro meio de instrumento tecnológico. “Temos hoje a tecnologia como a nossa maior ferramenta de comunicação e nem sempre estamos batendo “papo”, mas recebendo informações ou dialogando com assessores, lideranças, parlamentares, etc. É bom lembrar que foi o então candidato ao governo dos Estados Unidos, Barack Obama, que fez do tiwtter a sua maior ferramenta eleitoral”.

– Todos os parlamentares esteja ele no seu primeiro, segundo ou terceiro mandato tem dado a sua contribuição nesta Casa, a exemplo dos deputados Jeferson Andrade (PSD) e Paulinho da Varzinhas (PTdoB), assim como Venâncio Fonseca, Garibalde Mendonça (PMDB), Susana Azevedo (PSC) e tantos outros -, disse.

“Acredito que a jornalista não deva ser uma das mais frequentadoras da Assembleia Legislativa, porque se assim o fosse, saberia que com pouco mais de um ano e meio de mandato tenho feito vários pronunciamentos, apartes e discussões com os colegas parlamentares e apresentado projetos e indicações, defendendo os interesses da população do meu estado e mais especificamente da Região Centro Sul do Estado”, finalizou.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários