Homem é preso em Lagarto suspeito de crime eleitoral

0
Homem foi preso em flagrante suspeito de crime eleitoral (Foto: Ilustrativa SSP/SE)

Policiais do 7º Batalhão de Polícia Militar de Sergipe prenderam em flagrante na tarde da última quinta-feira, 12, no município de Lagarto, um homem suspeito de estar praticando crime eleitoral. De acordo com informações da polícia, o homem foi pego com uma quantia em dinheiro, uma agenda com nomes anotados e valores ao lado de cada nome.

Ainda segundo informações da PM, o promotor eleitoral de Lagarto acionou a polícia para localizar um indivíduo que estava fazendo carreata, causando grande aglomeração nas ruas da cidade.  Os policiais conseguiram localizar o homem e prendê-lo.

Os policiais encontraram no interior do veículo do indivíduo a quantia de R$ 500, diversos matérias de campanha, a exemplo de camisas, adesivos e bandeiras, além de uma agenda com cerca de 250 nomes de valores ao lado.

Material apreendido com o candidato a vereador de Lagarto suspeito de compra de voto (Foto: PM/SE)

O homem foi levado ao Fórum da cidade pelos policiais e uma equipe da Polícia Federal assumiu o caso, por se tratar de suspeita de crime eleitoral.

Compra de Voto

Na terça-feira, 10, policiais do 7° BPM prenderam em flagrante um candidato a vereador suspeito de compra de votos. A equipe da PM patrulhava nas imediações do bairro Ademar de Carvalho, quando recebeu a denúncia de que o condutor de um veículo estaria assediando eleitores naquela localidade.

Ao identificar o veículo suspeito, o condutor foi abordado e, no bolso da bermuda dele, os policiais encontraram R$ 7 mil divididos em cédulas de R$ 100. Além do dinheiro suspeito, o homem transportava material de campanha referente à própria candidatura, como também, de um candidato a prefeito da cidade. O suspeito foi encaminhado a delegacia.

Por Karla Pinheiro com informações da PM e da SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais