HPV: Aracaju vacinou até o momento apenas 100 meninas

0

(Foto: Cesar de Oliveira)

“Ponho meu mandato à disposição do que precisar de maneira incondicional”. Foi assim que o Vereador Dr. Emerson iniciou seu discurso na Tribuna do Parlamento Municipal de Aracaju, na manhã desta terça-feira,25.

Preocupado com a maneira como foi planejada e como está sendo executada a campanha de vacinação contra o HPV, o vereador Dr. Emerson chama a atenção quanto aos riscos de não obtenção de sucesso da campanha na Capital, nos moldes em que está sendo colocada em prática.

Dr. Emerson chama a atenção para o fato de que, se por um lado o estado já vacinou 11.493 meninas entre 11 e 13 anos, Aracaju vacinou até o momento apenas 100. Ele chama a atenção para o risco de Aracaju não atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. “Sergipe é o primeiro estado do nordeste em cobertura vacinal e o quarto do Brasil, mas Aracaju não tem contribuído para esse fato. A prefeitura deve disponibilizar a vacina nas comunidades mais carentes da cidade. A classe média há muito vem se protegendo, mas as mulheres mais carentes não”.

O vereador lembra que a campanha vai até 10 de abril. “É preciso que o poder municipal haja rápido para não perder o prazo. Ainda há tempo para levar esse serviço às famílias mais carentes”. Dr. Emerson informou ainda que esteve pessoalmente na Secretaria Municipal de Saúde para falar sobre a necessidade de melhor distribuir os pontos de vacinação.

A vacina, que é um artifício contra o câncer de colo do útero, há um bom tempo comercializada no Brasil, está sendo disponibilizada agora gratuitamente. “Antes, somente quem podia pagar pela vacina tinha acesso. Essa é uma oportunidade especial para as filhas das classes mais carentes se vacinarem e cuidarem melhor da própria saúde”, afirma o vereador. A campanha consiste em levar a vacina, de forma gratuita, para unidades básicas de saúde. Na capital sergipana, a estratégia adotada pela Prefeitura foi equivocada, existem quatro postos de vacinação, sendo dois localizados no Centro e dois nos Shopping Jardins e Riomar, quando deveriam priorizar bairros periféricos e populosos. A decisão de montar esses postos se deu pela greve das enfermeiras.

“Nesse ritmo, com dois postos no Centro da cidade e mais dois nos shoppings Jardins e Riomar não conseguirão atingir os 80% previstos na meta. Ainda dá tempo para corrigir o equívoco”, alerta o vereador.

Eleições

O vereador Dr. Emerson também usou a tribuna da casa para chamar a atenção da sociedade para um fato lamentável na política nacional, e em Sergipe. Em tom firme e positivo, Dr. Emerson manifestou seu repúdio à prática de negociação que costuma ser feita nesse momento que antecede às campanhas eleitorais. “Estão negociando o seu voto eleitor. Já negociaram o seu voto. Os acordos políticos realizados nos bastidores são vergonhosos. Negocia-se o voto do eleitor como se ele, o eleitor, não tivesse vez, não tivesse direito de escolher. Essa prática política não pode e não será aprovada pelo cidadão. É preciso que o eleitor fique atento, que o eleitor valorize seu voto e se rebele contra esse tipo de prática que empobrece o exercício da política no Brasil”.

Dr. Emerson concluiu afirmando acreditar na capacidade do eleitor, acreditar no amadurecimento da sociedade brasileira, no amadurecimento do eleitor. “O eleitor vai observar a história de luta dos candidatos, vai escolher seu candidato levando em conta os valores que defende, a maneira ética como faz política e pelo compromisso que tem com a sociedade e com os grandes temas e desafios do nosso tempo. Não adianta negociar o voto do eleitor! O eleitor exige respeito”, finaliza.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais