Jackson avalia que movimento não é um “Fora Dilma”

0
Jackson: "não se compara Dilma ao Fora Collor" (Foto: Cássia Santana/Portal Infonet)

O governador em exercício, Jackson Barreto, não associa as manifestações do Movimento Não Pago que tomam as ruas das cidades brasileiras como uma reação específica contra o governo do PT, nem também vê como atitude da população em defesa de um impeachment da presidente Dilma Roussef, a exemplo do que ocorreu no início dos anos 90 com o ‘Fora Collor’, que culminou com o afastamento do então presidente Fernando Collor de Mello, em 1992. “Não se compara Dilma, nunca, ao Fora Collor”, considerou.

Para Jackson, a reação população está direcionada a todos os políticos brasileiros. “Estas manifestações não são contra à presidente Dilma Roussef, são contra a todos que estão à frente do poder público deste país. Não vejo como uma orientação contra Dilma, mas contra todos os governantes”, analisou.

O governador em exercício lembrou também que, quando exerceu a atividades no parlamento brasileiro, foi um dos deputados mais atuantes que lutou e apresentou propostas concretas pela melhoria do transporte público, inclusive defendendo o subsídio para torná-lo mais barato. “Fiz a minha parte, mobilizei o país, andei por este país todo, mas os projetos que apresentei emperraram porque encontramos muitas dificuldades em diversos setores, mas o trabalho que fiz pode servir como modelo”, observou, defendendo o barateamento e também a qualidade do transporte público.

Jackson diz que, como governador em exercício, está aguardando decisões em nível nacional quanto às propostas para o transporte público, disposto a acatá-las.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais