Jackson diz que a máquina administrativa está pesada

0

Jackson Barreto: "Não sei pra que tantas comissões" (Foto: Portal Infonet)

“Nesses dez dias nós teremos uma definição sobre essa reforma que iremos fazer. Vamos diminuir os gastos com a máquina que está muito pesada. Tem comissões demais. Eu não sei pra que tantas comissões. Estamos trabalhando para termos um campo fértil e poder pensar no campo do aumento de servidores”. A afirmação foi feita no final da manhã desta quinta-feira, 17 pelo governador Jackson Barreto (PMDB) durante solenidade no Palácio dos Despachos.

Ele se referiu a uma reunião realizada recentemente com a finalidade de reduzir gastos na máquina administrativa. “Ainda não definimos, temos uma visão do que é que poderemos fazer. Acho que qualquer gesto de um governante, gestor, administrador, deve ser pensado. Uma posição de economia para o estado deve ser analisada. De repente pode parecer um ato demagógico ou um ato que vai tirar direitos do servidor”, entende.

“A gente está trabalhando com uma máquina muito difícil, muito problemática e eu tenho que ter bastante cautela porque afinal de contas, somos parte integrada de um grupo político. Não vou fazer nenhuma avaliação levando em conta interesses políticos, mas dos servidores e da sociedade, porque se o barco naufragar, não é apenas a figura do governador, seremos todos”, entende.

Indagado se teria visto a pesquisa para Governo de Sergipe em 2014 [mostrando uma tendência de polarização entre os possíveis candidatos João Alves Filho (DEM) e Eduardo Amorim [PSC], Jackson Barreto não pensou duas vezes: “Eu vi o resultado da pesquisa do Dataform com esses óculos. Eu diria assim: me engane que eu gosto”, ironiza.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais