JB participa de audiência contra Gilmar Carvalho

0
Jackson Barreto: "agressões desonrosas" (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

O governador em exercício Jackson Barreto moveu duas ações judiciais contra o radialista e suplente de deputado estadual Gilmar Carvalho. A primeira audiência aconteceu nesta quarta-feira, 28, na 8ª Vara Cível. O radialista não compareceu, mas enviou advogado com a proposta de conciliação a partir de uma retratação pública, alternativa que não foi aceita pelo governador em exercício.

Na opinião do governador em exercício, a retração não seria um mecanismo eficaz para combater os efeitos das agressões morais que sofreu com supostos ataques feito pelo radialista no programa matinal transmitido pela Rede Ilha. No programa, o radialista teria classificado o governador em exercício como “ficha suja”.

Jackson rebate as acusações e ajuizou as ações, com pedido de indenização e por crime de injúria, difamação e calúnia, no âmbito penal. O governador em exercício explica que o termo ‘ficha suja’ só se aplica a políticos condenados judicialmente. “Ficha suja é pra quem foi condenado e eu não fui condenado em nenhum processo. O último [processo movido contra o governador em exercício] terminou no mês passado e eu não fui condenado em nenhum”, considerou.

Após a audiência, garçom do Fórum serve água ao governador em exercício

Jackson vincula as agressões de Gilmar Carvalho como manobras políticas para enfraquecê-lo. “Foram várias as agressões desonrosas para atender a interesses da rádio onde trabalha com o objetivo de humilhar, constranger e enfraquecer politicamente o governador em exercício”, comentou Jackson Barreto, em conversa com o Portal Infonet após a audiência na 8ª Vara Cível. “Não aceitei a retratação porque ofensa à honra não tem sentido um simples pedido de desculpa, é um problema que se resolve com decisão judicial”, justificou.

A juíza Dalquíria de Melo Ferreira não permitiu que a equipe de reportagem do Portal Infonet acompanhasse a audiência sob alegação de que o processo tramita em segredo de justiça.

Procurado pelo Portal Infonet, o suplente de deputado e radilista Gilmar Carvalho revelou que vai aguardar a decisão judicial e, independente do entendimento da justiça, vai abrir o debate em torno das críticas que o governador em exercício teria recebido no passado, a partir de declarações feitas por pessoas que, à época, eram adversárias e que hoje são aliadas do governador em exercício. "Vou reprisar tudo", promete Gilmar Carvalho. "Só eu fui lembrado, mas fiquei emocionado com esta lembrança dele", brincou Carvalho.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais