Jerônimo Reis pretende recorrer na próxima semana da decisão pela perda de cargo

0

Jerônimo Reis vai buscar meios para ser mantido no cargo
O deputado federal da bancada sergipana, Jerônimo Reis (DEM) ainda não recorreu da decisão da Câmara Reunida do Tribunal de Justiça de Sergipe [última terça-feira, 1º] quanto a cassação do seu mandato, por seis votos a dois. O advogado do parlamentar, Márcio Conrado, informou na manhã desta sexta-feira, 4, que somente irão recorrer, após a publicação do acórdão.

“O acórdão ainda não foi publicado. Estamos aguardando que isso aconteça na próxima semana. O deputado Jerônimo Reis, vai buscar a revogação da decisão junto aos Tribunais Superiores Federais”, destaca o advogado Márcio Conrado.

O pedido de cassação veio do Ministério Público em Lagarto, tendo sido acatado pela Justiça. O deputado havia entrado com uma ação rescisória mantendo o

Pedrinho Valadares pode assumir a vaga caso a decisão seja mantida
efeito suspensivo, mas o Ministério Público Estadual havia recorrido, cassando a liminar que o mantinha no cargo. Votaram contra a cassação de Jerônimo Reis, os desembargadores Ricardo Múcio e Osório Araújo Ramos e em favor da perda do mandato, José Alves, Clara Leite Rezende, Marilza Maynard, Cláudio Déda, Susana Carvalho e Iolanda Guimarães.

Jerônimo Reis é acusado de improbidade administrativa quando ocupava o cargo de prefeito de Lagarto [teria contemplado duas pessoas com salários de cargos comissionados inexistentes]. Em entrevista recente ao Portal Infonet, o deputado já havia anunciado que não disputaria as eleições gerais de outubro de 2010, encerrando seu mandato em 31 de dezembro. Segundo ele, vai se dedicar aos negócios da família e ao filho Fábio Reis [pré-candidato à Câmara Federal] e à irmã Gorete Reis [pré-candidata à vaga na Assembléia Legislativa].

Caso a decisão da cassação seja mantida, quem assumirá a vaga deixada por Jerônimo na Câmara Federal, é o suplente Pedrinho Valadares, também do Partido Democrata.

Por Aldaci de Souza

Comentários