João anuncia criação de Secretaria da Cultura

0

João Alves: status de secretaria para a Funcaju (Fotos: Cássia Santana/Portal Infonet)

Nas próximas duas semanas, o prefeito João Alves Filho (DEM) convocará a Câmara Municipal em caráter extraordinário para apreciar o projeto de reforma administrativa que já está em fase de conclusão pela equipe técnica. Pelo projeto, serão criadas pelo menos quatro secretarias: Cultura; Indústria, Comércio, Serviços e Turismo; Infraestrutura e Meio Ambiente.

Mas o prefeito garante que não estará criando despesas extraordinárias. Ele diz que as novas pastas anunciadas são apenas adequações necessárias para dar maior dinâmica a estruturas já existentes, a exemplo da Emurb, que sai do vínculo do gabinete para a Infraestrutura, e da Funcaju, que ganhará status de secretaria e será comandada pelo vereador Nitinho Vitalle (DEM).

Até a reforma administrativa ser aprovada pela Câmara Municipal, a Funcaju não sofrerá alteração e será comandada interinamente por Manoel Luís Fraga Viana, que será o adjunto de Nitinho Vitalle. A vaga na Câmara de Vereadores, com a saída de Nitinho, será preenchida pela defensora pública Emília Correia, a primeira suplente da coligação.

Nitinho: criação de Conselho e descentralização da Rua da Cultura

O vereador Nitinho Vitalle não acredita que a convocação extraordinária da Câmara Municipal gerará despesas extras. “Pela experiência que tenho no parlamento, as convocações extraordinárias nunca são remuneradas”, diz. “Acredito no bom senso dos vereadores que vão atender a convocação sem gerar despesas extras”, observa.

O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira, 2, pelo próprio prefeito João Alves Filho durante posse dos novos secretários municipais, realizada em concorrida solenidade no Centro Administrativo Prefeito Aloísio Campos.

Descentralização

Nitinho já pensa em projetos macros para a futura secretaria. Em conversa com o Portal Infonet, Nitinho anunciou pelo menos duas medidas que serão adotadas de imediato: criação do Conselho Municipal da Cultura, com participação efetiva de artistas sergipanos, e descentralização do Projeto Rua da Cultura que deverá ser transferido do Mercado Central para os bairros de Aracaju.

O vereador Nitinho Vitalle, que guardou a indicação em sigilo até os últimos momentos, garante que só assumirá a pasta quando o projeto de reforma administrativa proposto pelo prefeito for efetivamente aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores.

Mas o vereador garante que já começou a trabalhar. Em anexo ao projeto de reforma administrativa que será encaminhado pelo prefeito à Câmara Municipal já estará contemplada a proposta de criação do Conselho Municipal de Cultura. “E vamos abrir um amplo debate com a classe artística para definir a composição deste conselho”, considerou o futuro secretário.

Em resposta ao anúncio feito por Nitinho Vitalle sobre a descentralização da Casa Rua da Cultura, o diretor artístico da Cia. de Teatro StultiferaNavis e idealizador do “Projeto Rua da Cultura”, Lindemberg Monteiro, enviou nota ao Portal Infonet declarando que o projeto não pertence à Prefeitura de Aracaju.

A nota também afirma que o projeto foi realizado, produzido e coordenado pela Cia. de Teatro StultiferaNavis e conta com o apoio dos artistas sergipanos desde a data de seu surgimento, em 30 de setembro 2002. A prefeitura de Aracaju é apenas parceira do projeto. Sendo assim, qualquer decisão sobre o futuro da “Rua da Cultura” é decidido pelos seus idealizadores e donos da marca, ou seja, pela Cia de Teatro StultiferaNavis.

No entanto, de acordo com a nota, até o momento, a Cia não foi procurada por ninguém da nova administração municipal que afirma ter poder de decisão sobre o futuro do “Projeto Rua da Cultura”.

Lindemberg Monteiro declara ainda, que os realizadores da “Rua da Cultura” têm interesse em continuar a sua parceria com a Prefeitura de Aracaju e que já tentou solicitar uma audiência com o novo Secretário Municipal de Cultura, NitinhoVitale, porém sem sucesso.

Por Cássia Santana

A matéria foi alterada às 21h25 para acréscimo de nota enviada pela direção da Casa Rua da Cultura.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais