Julgamento sobre cassação de prefeita pode ser adiado

0

Na avaliação do advogado Evânio Moura, responsável pela defesa da prefeita de Laranjeiras, Ione Sobral (PTB), em uma denúncia de investigação eleitoral movida pelo Ministério Público Federal, é provável que o julgamento não aconteça nesta terça, 15, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Isso porque o advogado protocolou ontem, 14, um pedido de adiamento do julgamento em virtude de uma viagem que fará logo mais a São Paulo.

“Como tenho interesse em fazer a defesa oral da prefeita, comuniquei a impossibilidade de estar presente hoje ao julgamento. Acredito que o pedido será deferido”, avaliou Moura.

O advogado disse que a denúncia já havia sido considerada improcedente em 1ª instância pelo juiz de Laranjeiras. De acordo com Evânio Moura, a Justiça Eleitoral não detectou a prática de crime eleitoral na acusação contra a prefeita por dois motivos.

“Primeiro porque não ficou caracterizado no período e também pelo fato de que foram identificadas apenas duas pessoas, e que, mesmo que tivesse ocorrido alguma irregularidade, esta seria insignificante para alterar o resultado da eleição”, avaliou o advogado.

Pauta

O julgamento do recurso que pede a cassação do mandato da prefeita de Laranjeiras, Ione Sobral (PTB), está na pauta do TRE desta terça-feira, 15. A prefeita, que em 2008, estava ocupando a administração municipal interinamente, está sendo acusada de usar dinheiro público para compra de material de construção e distribuí-los aos eleitores.

Comentários