Justiça suspende pesquisa eleitoral em Lagarto pela terceira vez

0
A Justiça Eleitoral já havia suspendido outras duas pesquisas eleitorais em Lagarto (Foto: Arquivo/Portal Infonet)

Mais uma suspensão de pesquisa eleitoral no município de Lagarto foi determinada pela juíza Caroline Valadares Bitencourt, da 12ª Zona Eleitoral. Na liminar, divulgada na última sexta, 3, a juíza alega que a pesquisa está em desacordo com o que determina a legislação eleitoral e pede sua suspensão em todos os meios de comunicação.

O documento afirma que a pesquisa realizada pelas empresas ALO Sergipe Consultoria e Assessoria e marketing Eireli-me não apresenta os requisitos mínimos estabelecidos pelo art. 33 da Lei 9.540/97. São citados erros como dados desatualizados, falta de percentual referente às pessoas analisadas, falta de fonte para obtenção de dados e ausência de “disco” informativo com os nomes dos candidatos.

Ainda de acordo com a liminar, a não suspensão da publicação da pesquisa em todos os meios de comunicação como rádio, televisão, jornal, internet, redes sociais e aplicativos de mensagens pode resultar numa multa de R$40 mil reais devido ao seu descumprimento.

O Portal Infonet não localizou os representantes da Assessoria e marketing Eireli-me e entrou em contato com a empresa Alo Sergipe Consultoria, mas não obteve retorno até o momento. A equipe de reportagem permanece à disposição por meio do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

por Juliana Melo 

Comentários