Magistrados participam de ato pelas eleições diretas

0
O ato ocorreu nesta segunda-feira, 31, na sede da Amase (Foto: Ascom/Amase)

O ato nacional pelas Eleições Diretas obteve grande repercussão em Sergipe. O presidente da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Gustavo Adolfo Plech Pereira, recebeu nesta segunda-feira, 31, na sede da associação, a imprensa local durante o protocolo do requerimento ao TJ/SE. A diretoria formada pelos Juízes Marcos de Oliveira Pinto, Diógenes Barreto, Paulo Lêdo e Roberto Alcântara acompanhou a ação de perto.

Na avaliação do Presidente da Amase, Gustavo Plech, a medida representa um forte avanço para o aperfeiçoamento e a democratização do Poder Judiciário. “A data escolhida, é simbólica, mas demonstra que é preciso democratizar também o judiciário. Nada mais justo que todos os magistrados participem do processo de escolha do presidente e vice-presidente do tribunal, a fim de aperfeiçoar a prestação jurisdicional”, ressaltou Plech.

O juiz também falou sobre a importância da ação conjunta promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) entre todas as associações estaduais de magistrados, para que haja a alteração imediata do regimento interno dos tribunais.

Em Sergipe, apenas 13 desembargadores votam para o mais alto cargo da cúpula do Judiciário. Caso a proposta de emenda regimental seja referendada pelo TJ/SE, mais de 150 juízes de primeiro grau passariam a compor o quadro de eleitores. O documento após ser apreciado pelo Presidente do TJ/SE, Des. Cláudio Dinart Déda, deve ser apresentado nas sessões do Pleno, e a diretoria da Amase pretende realizar a sustentação oral da proposta.

O vice-presidente da Amase, Marcos de Oliveira Pinto, afirmou que a torcida é grande para que as eleições diretas sejam aprovadas. “Objetivamos uma participação efetiva de todos magistrados, juízes e desembargadores, não há com isso nenhuma vontade de ver um juiz presidente do tribunal. Nós não trabalhamos com essa bandeira, mas objetivamos a democratização, de modo que possamos participar da escolha do Presidente e Vice-Presidente do Tribunal, e isso vai beneficiar o próprio poder judiciário”, destacou o magistrado.

A próxima eleição para a escolha do Presidente e Vice-Presidente do TJ/SE acontecerá no segundo semestre deste ano e há esperança de que todos os magistrados participem de uma histórica eleição.

“A gente alimenta uma esperança muito grande. A Amase vem conversando com alguns desembargadores e a ideia das Eleições Diretas no tribunal vem sendo muito bem recepcionada. Por isso, acreditamos que em Sergipe tenhamos êxito nesta demanda”, declarou o Presidente da Amase, Gustavo Plech.

Com informações da Amase

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais