Mais de 11 mil jovens já possuem titulo de eleitor em SE

0
Cartilha explicativa será distribuída nas escolas (Foto: Portal Infonet)

Cerca de 11.730 jovens eleitores, com idades entre 16 e 17 anos, já estão aptos a votar nas próximas eleições em Sergipe. Os dados são da Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), que já iniciou a campanha “Vem para a urna”, no Estado. A Campanha, voltada ao jovem eleitor, corresponde ao processo de conscientização da importância do voto para exercício da cidadania.

De acordo com o chefe de cartório do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE/SE), Marcelo Gerrard, o objetivo da campanha é incentivar o jovem a se alistar eleitor, para participar das eleições políticas. "Temos cartórios eleitorais disponíveis para que eles possam adquirir o título, nos Ceac´s e na Central de Atendimento do Cartório eleitoral, localizado na Rua Itabaiana, 580, Centro. Segundo Gerard, os jovens terão até o dia 25 para se dirigir aos cartórios, nos horários entre 7h e 13h. Já nos Cartórios Eleitorais do interior, a atividade acontece das 8h às 13h”, explicou.

Cartilha

Marcelo Gerard (Foto; Arquivo infonet)

Uma cartilha explicativa será distribuída entre os jovens nas escolas. Nela, os futuros eleitores terão informações de como proceder para obter seu primeiro título. A cartilha explica ainda, de que forma o jovem pode se inserir nas relação sociais e do estado Democrático de Direito.

Entenda

Desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a iniciativa busca incentivar os jovens entre 16 e 18 anos – para os quais o voto é facultativo – a procurar um cartório eleitoral com o objetivo de tirar seu título e, desta forma, participar ativamente do pleito de 2014. A proposta evita possíveis transtornos gerados no término do período de alistamento, que acontece entre abril e início do mês de maio do ano das eleições.

Ademais, também vislumbra o fortalecimento da cidadania, estimulando a participação do eleitor jovem nos rumos da política nacional, primeiramente por meio do voto consciente, em candidatos com a ficha limpa e, em seguida, com ações de fiscalização da atuação de seus representantes.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais