Marcelo Déda destaca empreendedorismo de japoneses

0

Solenidade contou com a presença de várias autoridades (Fotos: Portal Infonet)

“A alma do povo sergipano é maior do que o mapa de Sergipe. O mapa se mede com uma régua, com uma trena, com quilômetros e grandeza de um povo é medida em inteligência, em valor e em talento”. A afirmação foi feita no início da tarde desta terça-feira, 5, pelo governador Marcelo Déda (PT), quando da solenidade de lançamento da Pedra Fundamental da Fábrica Yazaki no Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro.

Ele destacou aos diretores da Yazaki, ao prefeito Fábio Henrique, secretários de estado, alunos do Pró-Jovem Trabalhador de Socorro e população de um modo geral, a dimensão da cultura e empreendedorismo dos japoneses.

“A Yazaki é uma empresa do Japão presente em 42 países do mundo e nos cinco continentes. A indústria automobilística é grande, complexa, precisa de uma lojística e eu defendo que sejam respeitadas as leis do mercado. A indústria de autopeças tem que ser compartilhada por todos da Região Nordeste. A partir de agora, Sergipe se integra ao processo de industrialização automobilística do Nordeste brasileiro. A indústria automobilística escolheu até o momento os estados da Bahia, Ceará e Pernambuco como referência na instalação das montadoras de automóveis”, ressalta.

Marcelo Déda chorou em alguns momentos da solenidade

Emocionado e sem conseguir conter as lágrimas, o governador de Sergipe enfatizou: “Não há governo que preste se não existe um povo que agradeça cada sacrifício feito”.

De acordo com o prefeito Fábio Henrique, “a construção da fábrica é um dos maiores da história de Nossa Senhora do Socorro. A prefeitura vem dando a sua parcela de contribuição, capacitando jovens para trabalhar no Distrito Industrial, por isso trouxemos representantes do Projeto Pró-Jovem Trabalhador”.

Fábrica

O Estado de Sergipe receberá a sexta unidade de produção da Yazaki no Brasil. A Yazaki é uma empresa que atua na produção de material elétrico e eletrônico [cabos e chicotes elétricos e outros materiais] para veículos automotores, exceto baterias.

Em 2009 a Yazaki tinha cerca de 20% da participação de mercado de chicotes elétricos. Em 2012, a participação passou a cerca de 30% do mercado. Serão investidos R$ 46,5 milhões em sua implantação. A planta entrará em operação em setembro de 2013, com previsão de gerar em sua capacidade plena de produção, em 2014, 1.604 postos de trabalho (empregos diretos). A produção da nova planta será direcionada à indústria automobilística que está se instalando no Nordeste (FIAT).

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais