Mesário pinta cabelo de vermelho e é repreendido pelo Juízo Eleitoral

0
Mesário ficou de castigo no Fórum de Propriá (Fotos: Portal Infonet)

As eleições suplementares que estão ocorrendo em São Francisco começaram em clima de expectativa e tranquilidade entre os eleitores. Mas a situação acabou tensa com a prisão de um vereador e cabos eleitores flagrados em situação suspeita, acusados por compra de votos.

Chefe de Cartório, Josefa Lourenço, explica motivos da repreensão ao mesário

No entanto, foi registrado uma situação inusitada envolvendo um mesário, logo no início da manhã quando os trabalhos ainda não tinham sido iniciados. O rapaz pintou o cabelo na cor vermelha, que é destaque de uma das três chapas que disputam a eleição, e se apresentou em uma das seções na qual foi designado para atuar como mesário.

Ele foi impedido de exercer a função e foi encaminhado para a sede da 19ª Zona Eleitoral em Propriá, onde está de castigo e só será liberado no final da eleição, às 17h.

A chefe de cartório, Josefa Lourenço, explicou que o mesário não cometeu crime eleitoral. Mas ressaltou que as pessoas que prestam serviços à Justiça Eleitoral não devem utilizar nenhum adereço que possa ser associado a algum candidato. E, por estas razões, o mesário sofreu a repreensão da Justiça Eleitoral.

Cachaça

Alguns eleitores também foram detidos porque estavam consumindo bebidas alcoólicas em via pública. A delegada Maria Zunária Soares de Oliveira explicou que os eleitores foram encaminhados para a Delegacia de Polícia, assinaram Termo de Ocorrência Circunstanciado (TOC) e foram liberados.

por Cassia Santana

Comentários